22 outubro 2007

Novelas

Jehozadak Pereira

Campeãs de audiência, de misticismo, de esoterismo e de imoralidade

Campeãs de audiência e formadoras de opinião, as novelas têm histórias e enredos comprometidos com reencarnação, misticismo, esoterismo; homens e mulheres nus, fornicação, relações sexuais ilícitas, prostituição, homossexualismo masculino e feminino, sensualidade, conflitos familiares, filhos rebeldes; falcatruas de toda espécie, etc. Tudo o que se pode imaginar há nas novelas transmitidas pela TV Globo. Ainda assim, de segunda a sábado, a partir das 18:00 horas, uma multidão de brasileiros de todas as classes sociais, de moradores de luxuosas mansões a humildes casebres, se acomodam em suas poltronas ou equivalentes para assistirem cada uma das três novelas diárias transmitidas pela emissora, novelas essas saudadas pelos sociólogos como um espelho da realidade.

Os autores impõem um padrão de moralidade e religiosidade discutíveis, influenciando comportamentos e estabelecendo tendências marcantes ao longo dos anos, transformando as novelas em "mania nacional". A partir das 18 horas e até o final da novela "das oito", negócios serão postergados, decisões adiadas, resoluções transferidas; o Brasil praticamente pára no chamado horário nobre. Aqueles que por qualquer motivo perderem o capítulo diário, darão um jeito de gravar para assistir mais tarde. No dia seguinte, nos bares, no trabalho, na escola, no ônibus ou no trem o capítulo do dia anterior será discutido a exaustão.

Cada enredo de novela – ou folhetim, como são chamadas –, envolve pesquisa e trabalho em equipe. Após os primeiros capítulos serem colocados no ar, grupos de discussão analisam cada detalhe e os principais personagens. Em paralelo a tudo isso, são feitas pesquisas nas ruas, com a população. Personagens que não agradam são literalmente mudados ou tirados da trama. Um exemplo típico da influência das pesquisas e das conclusões dos grupos de discussão foi a retirada da novela Torre de Babel das atrizes Christiane Torloni e Silvia Pfeifer, que representavam um casal de lésbicas. Por serem consideradas antipáticas e arrogantes, suas personagens foram mortas na explosão de um shopping center.

O merchandising feito no chamado horário nobre – o horário da novela "das oito" -, é o mais caro da televisão brasileira. Os anunciantes pagam milhões de reais para ter o seu produto exposto nessas inserções comerciais. Sem contar os produtos anunciados nos intervalos das novelas. Segundo publicou a revista Veja - edição 1.810, número 27 -, cada inserção de merchandising na novela Mulheres Apaixonadas custa cerca de 453 mil reais, contra quase 194 mil reais de um comercial de trinta segundos.

Fazem sucesso e assustam crianças cenas de uma mulher espancada pelo marido, de outra ciumenta possessiva e obsessiva, de uma outra traída e de uma menina – Salete - que tem premonições. A novela em questão mostra ainda uma professora alcoólatra, um casal de lésbicas, interpretações de sexo quase que reais.

Julgo importante transcrever integralmente o texto Premonições de Salete em Mulheres apaixonadas fazem sucesso e assustam crianças que o www.globonews. globo.com, traz sobre o assunto "As cenas de Salete (Bruna Marquezine) em "Mulheres Apaixonadas" passam longe dos clichês picantes que atraem audiência. A garotinha que tem premonições, no entanto, está dando um show. E, ainda por cima, deixando os telespectadores vidrados na trama de Manoel Carlos. Em uma das seqüências em que a personagem vê o anjo, a novela deu 53 pontos no Ibope.

As cenas que arrepiam milhares de pessoas não metem medo na intérprete de Salete, a atriz mirim Bruna Marquezine, de 7 anos. "Eu sei que não sou a Salete, por isso não sinto medo", explica ela, que chega a chorar de verdade em cena. "Entro na personagem, penso que a Fernanda (Vanessa Gerbeli) vai morrer mesmo e choro pra valer. Depois fico com um pouco de dor de cabeça."

Diferente de Bruna, algumas crianças estão sentindo medo das cenas. E o autor da novela já sabe disso. "Tenho crianças na família. Sei disso, mas propositadamente coloquei um anjo barroco e lindo, como os anjos da guarda", justifica. "E a Salete não tem medo dele, mas do que ele diz", completa Manoel Carlos. Bruna afirma que acredita em premonição, mas, diferentemente da personagem, nunca previu nada. "Também não tenho amigos imaginários." E você, vê anjos? "Sim, mas nunca como a Salete. Sou sensível, mas não tenho medo de nada", avisa.

Não é só a premonição de Salete que vem dando o que falar na novela. A morte da mãe da personagem, Fernanda, está provocando polêmica no Rio de Janeiro. Moradores, comerciantes e donos de hotéis do Leblon, onde a trama é ambientada, não querem que o bairro seja palco da morte de Fernanda, que será atingida por uma bala perdida ao passar por um tiroteio provocado por um assalto. "Acho isso até bom para a novela. Mas é um absurdo as pessoas se movimentarem e protestarem contra uma bala perdida de novela e não se movimentarem da mesma forma para que acabem as balas perdidas de verdade", desabafa.

No dicionário"Auré lio", premonição é "sensação ou advertência antecipada do que vai acontecer ou fato que deve ser tomado como aviso". O padre João Egg Rezende, sacerdote da igreja Santo Afonso, na Zona Sul do Rio, e estudioso das faculdades mentais, explica que qualquer pessoa pode ter uma premonição. "Mas nem todos sabem como lidar com isso", ressalta ele. Padre Rezende dá treinamento sobre como desenvolver e administrar os fenômenos que ocorrem com a mente. "O cérebro é o órgão de contato com a nossa dimensão espiritual", completa.

O presidente da Federação Espírita do Estado do Rio de Janeiro, Hélio Ribeiro, explica que nem todos podem passar por esta experiência. "Premonição é um tipo de mediunidade" , explica. "O que as pessoas costumam ter é intuição. Premonição diz respeito a um fato concreto, já a intuição não necessariamente" , completa.

Ribeiro assegura que o que está sendo mostrado em "Mulheres Apaixonadas" pode acontecer, mas de uma outra maneira. "A novela apresenta um simbolismo, mas existe a possibilidade de uma criança pressentir a morte de um ente querido", diz ele, acrescentando que o fenômeno é mais comum entre as crianças. "Até os 12 anos a pessoa está menos ligada ao corpo físico."

O autor da novela, que já teve premonições, também acha que as crianças estão mais suscetíveis a passar pela experiência. "As crianças e os bichos são capazes de ver e sentir muitas coisas que os adultos não têm capacidade. Talvez porque essa faculdade de ver e prever necessite de inocência e pureza, que o ser humano vai perdendo com o tempo", diz" – (sic).

Uma novela de grande sucesso nos últimos anos foi Laços de Família, que alguns apelidaram de Embaraços de Família, tamanha a quantidade de problemas e situações constrangedoras mostradas. Nesta novela não houve lugar em que não fosse feito sexo. Na cama, na grama, na praia e até num estábulo. Parceiros foram seduzidos e descartados com uma facilidade enorme. Todo o valor religioso foi jogado no lixo. Prostituição e gravidez fora do casamento – uma empregada foi seduzida pelo patrão, e uma mãe disputou o namorado com a filha. Sem contar a apologia da prostituição e da violência.

A imoralidade em Laços de Família era tamanha que o juiz da Infância e Juventude do Rio de Janeiro, Siro Darlan, proibiu a presença de menores de 18 no elenco. Grande parte da mídia se voltou contra o juiz, taxando-o de obtuso, e o autor da novela, Manoel Carlos, acusou-o de querer "aparecer". Laços de Família foi talvez a novela que mais ridicularizou a família brasileira, desprezando valores morais e éticos nos últimos tempos.

Os rolos morais de Laços de Família eram tantos que a Igreja Católica recusou-se a ceder uma das suas muitas igrejas no Rio de Janeiro para locações da novela.

Muitos dizem que as novelas globais - que são repletas de prostituição, triângulos amorosos, casamentos desfeitos, libertinagem sexual, desobediência, conflitos familiares, espiritismo, esoterismo, rebeldia, homossexualismo, entre outras coisas, - refletem a família brasileira. É igualmente lógico que se faça uma pergunta premente: de qual família? Dos autores das novelas ou dos senhores diretores globais?

Em setembro de 2002 entrou no ar a novela O Beijo do Vampiro, cujo tema envolvia o sobrenatural e o misticismo. Reencarnação, seres com quase um milênio de vida, misticismo, e, supostamente, muito humor. Só que o tema é perverso e maligno e não tem nada de divertido. Vampiro é o morto que supostamente sai do seu túmulo para sugar o sangue dos vivos, e com isto adquirir para si vida. Esoterismo e misticismo no mais puro grau. Mas o truque aqui é fazer pensar que as coisas das trevas são engraçadas e caricatas.

Tarô, incenso, esoterismo, mantras e misticismo, tudo isto ambientado numa fazenda chamada Jagatah – Universo, em sânscrito –, na novela Estrela-Guia, levada ao ar em 2001. Aliás, em 2001 a Globo se superou em tudo o que se pode imaginar.

Um anjo caiu do Céu, mostrava a saga de João, um personagem salvo de um atentado por Rafael, um anjo enviado pelas altas instâncias celestes para oferecer-lhe uma nova chance. A sutileza aqui é querer fazer pensar que um anjo pode salvar alguém. Da última vez que isto aconteceu foi para a perdição do homem, ou não é o que nos diz a Bíblia, em Isaías 14:12?

Quem não se lembra da desbocada e insolente Dercy Gonçalves na novela Deus nos Acuda, fazendo o papel de Celestina, uma entidade celestial responsável pelo Brasil, amaldiçoando e praguejando contra tudo e contra todos.

Ano após ano: misticismo, prostituição, homossexualismo, esoterismo.. . Veja o que cada "mania nacional" trouxe para dentro dos lares novela após novela:

MISTICISMO 1976 – Saramandaia

SENSUALISMO 1978 – Dancing Days

ESPIRITISMO E REENCARNAÇÃO 1982 – Sétimo Sentido1994 – A Viagem

IDOLATRIA 1985 – Roque Santeiro

ESOTERISMO 1987 – Mandala1991 – Vamp1997 – O Amor está no Ar

BRUXARIA 1991 – 1991 – Que Rei Sou Eu?

PROSTITUIÇÃO 1988 – Vida Nova1992 – De Corpo e Alma

CONFUSÃO ESPIRITUAL 1992 – Deus nos Acuda2001 – Um Anjo Caiu do Céu

PARAPSICOLOGIA 1993 – Olho no Olho2000 – Esplendor

HOMOSSEXUALISMO 1995 – A Próxima Vítima1998 – Torre de Babel1999 – Suave Veneno

NUDEZ MASCULINA 2000 – Uga-Uga

HIPNOTISMO, REGRESSÃO A VIDAS PASSADAS 1996 – Anjo de Mim

PROSTITUIÇÃO, SINCRETISMO E UMBANDA 2001 – Porto dos Milagres

ESOTERISMO, NOVA ERA, ESPIRITUALISMO 2001 – Estrela-Guia

No começo de julho, num dos sites da própria TV Globo, havia algumas descrições a respeito de alguns personagens das novelas. Em Fera Ferida, Emanuel era um anjo e Camila – Claudia Ohana – levitava e tinha hábitos de natureza pouco humana. Em Renascer, Teca – Paloma Duarte – foi ajudada na hora do parto pelo espírito da sua avó. Jorge Tadeu – Fábio Junior – em Pedra sobre Pedra, reencarnava sempre que as mulheres da novela bebiam determinado chá.

Poderia discorrer páginas e mais páginas sobre todos os comprometimentos de cada uma das novelas, e posso assegurar que não há nada, absolutamente nada – apesar do que dizem os sociólogos e especialistas - que se salve em cada uma delas. Alguns podem dizer que em muitas novelas há apelos sociais, como doação de órgãos ou coisas do tipo. Porém, é muito cômodo alegar isto enquanto a mente e o caráter do povo são corrompidos de modo às vezes irreversíveis.

O que você faria se sua vizinha mostrasse os seios ou os abundantes atributos calipígicos para o seu filho? E se um outro vizinho andasse pelo corredor do seu prédio de nádegas de fora? Chamaria a polícia? Ou aceitaria tudo numa boa? Ou ainda participaria de uma sessão espírita? Ou aprenderia princípios esotéricos e místicos?

Certamente que você não faria nada disto, mas permite que tudo isto entre cândida e placidamente na sua casa contaminando a você e a seus filhos. Estas cenas estão presentes todos os dias diante de você e da sua família o tempo todo e você sequer ruboriza ou tira a família da sala. Por quê?

Porque você não se dá conta de nada disto, pois às vezes as situações são apresentadas de modo hilário e caricato e todos, inclusive você, acabam rindo. Não é mesmo?

Do mesmo modo, culpar a TV Globo pelas mazelas todas é inconseqüente e querer desviar a atenção da gravidade da situação. O que a principal emissora de televisão do país quer é faturar mais e mais, e por isso joga na nossa cara um produto deturpado em todos os aspectos. O lamentável é que crentes lavados e remidos no sangue do Cordeiro percam seu tempo assistindo tais porcarias. Não posso deixar de perguntar a você, pai e mãe, cristão professo: você tem se "emocionado" com as premonições espíritas na trama atual ou anda assistido passivamente a todas as mazelas da "mania nacional" em cartaz?".

Já pensou em mudar de canal?

________

Fonte: http://www.jehozada kpereira. com/Artigos/ Art_Textos/ Artigos.Textos. asp?id=437&tp=62
Postar um comentário
Google