19 setembro 2008

Sugestões para cristãos principiantes na arte de pensar a fé (Muito bom!)

Não concordo com tudo que o Alex Esteves diz no seu blog, mas decidi publicar suas Sugestões para cristãos principiantes na arte de pensar a fé, com comentários em vermelho:

1) Desconfie de best sellers evangélicos;
O primeiro best-seller a ser considerado é sempre a Bíblia Sagrada.

2) Não deixe de perceber pequenas mudanças doutrinárias de seu pastor;
Ótimo indicativo de desvio da Palavra de Deus, ás vezes embevecidos não percebemos.
3) Não corra atrás da maioria;
Foi a maioria quem optou pela morte de Jesus.
4) Afaste-se de bajuladores;
Embotam seus sentimentos mais relevantes.
5) Entenda que Igreja e Reino de Deus são coisas distintas;
Cuidado com a mística judaica, para saber mais clique aqui.
6) Admita que a Igreja de Cristo difere das igrejas dos homens;
É um pressuposto profetizar contra o pecado.
7) Analise o que prepondera no discurso de quem prega;
Frases de efeito? Sugestionamento psicológico? Ou a Palavra?
8) Reconheça que não há letras de música inspiradas por Deus, a não ser os salmos;
Não concordo, mas depende da cosmovisão dele.
9) Fuja rápido de "apóstolos" autopromovidos;
A auto-promoção ofusca a glória de Deus.
10) Mantenha-se longe de quem diz ter recebido revelação direta de Deus, com caráter geral;
As revelações devem coadunar com a Palavra.
11) Procure um grupo de crentes com quem possa exercitar a Fé com simplicidade;
Fé cristã tem por base a comunhão.
12) Apegue-se às bases de fé, tendo a mensagem da Cruz como fundamento inabalável;
O mais é conversa para boi dormir, como se diz aqui no Nordeste.
13) Não aceite o milagre, a bênção nem a experiência individual como medidas de avaliação do que se apresenta como verdade. Em todo caso, fique com a Bíblia, não duvide dela, desconfie de si mesmo.
A ética prática é mais importante que a teórica.
14) Saiba unir fé e razão - o repouso em Deus como estilo de vida e a dúvida bereana como critério de aferição do que ouve e vê.
A fé não prescinde da razão.

Reflexões sobre quase tudo
Postar um comentário
Google