30 setembro 2008

Devocional para Terça-feira, 30 de Setembro, 2008

VERSÍCULO:
  “E durante muitos anos foste paciente com eles. Por teu
Espírito, por meio dos profetas, os advertiste. Contudo, não te
deram atenção, de modo que os entregaste nas mãos dos povos
vizinhos”.
   -- Neemias 9:30

PENSAMENTO:
  Deus tem falado repetidamente ao seu povo através dos profetas
que falaram através da inspiração pelo Espírito Santo de Deus.
Muitas vezes, estas pessoas ignoraram sua voz e abandonaram seu
Deus. Que o mesmo não seja dito sobre nós!

ORAÇÃO:
  Soberano Senhor e Aba Pai, eu Te louvo! Por favor, não deixe
nunca que meu amor pelo Senhor morra ou que o desejo do meu coração
de ser obediente e agradável a Ti diminua! No nome de Jesus eu oro.
Amém.

29 setembro 2008

Devocional para Segunda-feira, 29 de Setembro, 2008

VERSÍCULO:
  “Moisés respondeu: “Assim que eu tiver saído da cidade, erguerei
as mãos em oração ao SENHOR. Os trovões cessarão e não cairá mais
granizo, para que saibas que a terra pertence ao SENHOR”.
   -- Êxodo 9:29

PENSAMENTO:
  Quando Moisés confrontou Faraó e só encontrou dureza de coração
do mesmo, Deus enviou as pragas. Por quê? Porque Deus queria que
Faraó soubesse que o Deus de Israel não era apenas um outro deus,
mas que o Senhor era o Único Verdadeiro Deus Vivo. As nações, as
estações e a Terra pertencem a Ele. Todas as pessoas devem
reverenciar seu nome e receber sua graça.

ORAÇÃO:
  Deus de todo o universo e de tudo que posso imaginar,
experimentar ou ver, eu Te louvo e proclamo que o Senhor é Deus de
verdade. No nome de Jesus eu oro. Amém.

28 setembro 2008

Devocional para Domingo, 28 de Setembro, 2008

VERSÍCULO:
  “Assim também Cristo foi oferecido em sacrifício uma única vez,
para tirar os pecados de muitos; e aparecerá segunda vez, não para
tirar o pecado, mas para trazer salvação aos que o aguardam”.
   -- Hebreus 9:28

PENSAMENTO:
  Jesus está voltando! Você está pronto? Você está esperando?
Jesus está voltando!

ORAÇÃO:
  Venha, Senhor Jesus, sua noiva te espera! Amém! (veja 1
Coríntios 16:22 e Apocalipse 21:2,9; 22:17)

Devocional para Sábado, 27 de Setembro, 2008

VERSÍCULO:
  “Mas esmurro o meu corpo e faço dele meu escravo, para que,
depois de ter pregado aos outros, eu mesmo não venha a ser
reprovado”.
   -- 1 Coríntios 9:27

PENSAMENTO:
  “Coloque em prática o que prega!” “Prefiro ver um sermão a ouvir
um sermão”. “Viva o que prega!” Nós que falamos abertamente sobre a
nossa fé em Jesus também precisamos assegurar que vivemos sob o
mesmo padrão que chamamos outros a seguir.

ORAÇÃO:
  Pai no Céu, por favor, ajude-me na minha caminhada a ser
constante na minha conversas e que as minhas palavras sejam
agradáveis a Ti! No glorioso nome de Jesus eu oro. Amém

26 setembro 2008

Devocional para Sexta-feira, 26 de Setembro, 2008

ERSÍCULO:
  “Se alguém se envergonhar de mim e das minhas palavras, o Filho
do homem se envergonhará dele, quando vier em sua glória e na
glória do Pai e dos santos anjos”.
   -- Lucas 9:26

PENSAMENTO:
  Algumas das palavras mais tristes que um filho pode ouvir são
estas: “Estou muito desapontado em você”. Não queremos que esta
seja a reação do nosso Pai Celestial. Queremos que o mundo saiba
que amamos e honramos Jesus com Senhor para que possam vir a
conhecer nosso Salvador também e para que possamos agradar nosso
Pai no Céu!

ORAÇÃO:
  Senhor Deus Todo Poderoso, por favor, dá-me coragem, sabedoria e
respeito na minha busca de representar Jesus cada dia. Que as
minhas palavras e a minha vida declarem minha devoção a Jesus como
meu Senhor e Salvador. No nome de Jesus eu oro. Amém.

25 setembro 2008

Devocional para Quinta-feira, 25 de Setembro, 2008

VERSÍCULO:
  “Pois que adianta ao homem ganhar o mundo inteiro, e perder-se
ou destruir a si mesmo”?
   -- Lucas 9:25

PENSAMENTO:
  Tempos atrás eu tinha uma foto no meu escritório de um carro
funerário com um trailer atrás dele com os dizeres: “Quem disse que
não pode levar coisas ao túmulo?” É humoroso, mas errado… MUITO
errado. Se nós perdemos nossas almas na perseguição de coisas, o
que temos ganhado de valor duradouro? Vale a pena perder a única
coisa que realmente conta?

ORAÇÃO:
  Amoroso Pai, ajude-me a manter meus olhos fixos no que é
verdadeiramente valioso e usar as outras bênçãos na minha vida para
trazer glória a Ti e abençoar outros. No nome de Jesus eu oro.
Amém.

24 setembro 2008

Devocional para Quarta-feira, 24 de Setembro, 2008

VERSÍCULO:
  “mas quem se gloriar, glorie-se nisto: em compreender-me e
conhecer-me, pois eu sou o Senhor e ajo com lealdade,com justiça e
com retidão sobre a terra, pois é dessas coisas que me agrado”,
declara o Senhor”.
   -- Jeremias 9:24

PENSAMENTO:
  Duas verdades nesta passagem são igualmente cruciais para nós a
entendermos. Primeiro, Deus é bondoso, justo e reto. Segundo, ele
se agrada nestas coisas quando as vê em nós. O que a sua vida
representa? Que sejamos como nosso Pai e assumirmos o estilo de
vida de bondade amorosa, a causa de justiça para todos e o caráter
de santidade. Por quê? Porque nossa maior alegria deveria ser
agradar ao Pai!

ORAÇÃO:
  Todo Poderoso e Santo Deus, que minha vida seja agradável ao
Senhor e lhe dar alegria. Querido Pai, estou ciente que meu caráter
não chega à altura da sua santidade e retidão, e a misericórdia e
graça que o Senhor tem mostrado a outros empalidece em comparação à
misericórdia e graça que o Senhor estendeu a mim. Então, por favor,
Pai, ajude-me a reconhecer as áreas onde mais preciso crescer para
ser agradável a Ti e abençoar outros com a Sua graça. Obrigado por
ter me dado o Espírito Santo para me ajudar a ser transformado. No
nome de Jesus eu oro. Amém.

23 setembro 2008

Devocional para Terça-feira, 23 de Setembro, 2008

VERSÍCULO:
  “Se podes?”, disse Jesus. “Tudo é possível àquele que crê.”
   -- Marcos 9:23

PENSAMENTO:
  Um pai desesperado vem a Jesus com um pedido de ajuda SE há algo
que pode ser feito. SE! SE? Tudo é possível se acreditamos. Isso
significa que vai acontecer? Não necessariamente, mas sabemos que
PODE acontecer se Deus decide fazer para Sua glória, para proteger
seu povo ou realizar a Sua vontade. Nosso compromisso deve o mesmo
de Sedraque, Mesaque e Abed-Nego: “Servimos um Deus que é capaz de
nos libertar... mas mesmo se Ele não fizer isso, não louvaremos
outros deuses falsos!” (veja Daniel 3)

ORAÇÃO:
  Àquele que é capaz de fazer infinitamente mais do que tudo o que
pedimos ou pensamos, a ele seja a glória... para todo o sempre!
Amém! (Efésios 3:20-21)

22 setembro 2008

Devocional para Segunda-feira, 22 de Setembro, 2008

VERSÍCULO:
  “Para com os fracos tornei-me fraco, para ganhar os fracos.
Tornei-me tudo para com todos, para de alguma forma salvar alguns”.
   -- 1 Coríntios 9:22

PENSAMENTO:
  Cristo deixou o céu e veio ao mundo para nos salvar. Paulo
sacrificou tudo para compartilhar o Evangelho com os judeus e os
gentios. O que nós temos feito... o que temos deixado… o que temos
dado… o que temos nos tornado… para compartilhar Jesus com as
pessoas que amamos, conhecemos ou influenciamos?

ORAÇÃO:
  Pai de misericórdia, rico em constante amor, por favor, dá-me
olhos para enxergar aqueles ao meu redor que necessitam de Jesus, a
coragem e a humildade de compartilhar a graça dEle, e a sabedoria
de compartilhar Jesus com eles na hora certa, quando eles estão
prontos para saber do seu amor. No nome de Jesus. Amém.

Vale a Pena Ser Virgem?

Autor Desconhecido
Até os contraceptivos modernos serem inventados, a maioria das gerações acreditavam que o melhor era casar-se virgem.
No mundo secular este conceito foi largamente mudado. Muitas pessoas, possivelmente a maioria, perdem a virgindade antes de casar. Mas eles estão realmente perdendo algo de valor? Será que vale a pensa ser virgem?
Sim, vale. Aqui estão algumas poucas e boas razões para isto.
1. Não permanecem amigos depois do sexo
Psicanalistas declaram que as pessoas não continuam sendo boas amigas depois que param de ter relações sexuais. Se else não permanecem amigos, else ficam cada vez mais distantes um do outro. Em certas situações, assim como freqüentando o mesmo colégio ou a mesma igreja, este relacionamento "distante" pode criar conflitos entre pessoas próximas deles, dentro de suas classes.
Na tentativa de manter um relacionamento distante, o ex-casal pode acabar desenvolvendo uma relação de "ódio". Um exemplo deste ódio após a relação sexual foi o do Príncipe de Israel Amnon e a sua meia irmã Tamar. Depois do sexo,
"seu amor tornou-se em ódio, e agora seu ódio por ela era maior que o amor que antes sentia." -- 2 Samuel 13:15.
Então ao invés do sexo construir relações "amorosas", ele pode construir relações de "ódio". Se você quer evitar relações de "ódio", evite o sexo antes do casamento.
(Com relação a igreja, este ódio pode levar um ou os dois para for a da igreja... Para longe dos braços de Deus... Pode causar a perda da vida eterna. Assim, sexo entre adolescentes ou mesmo jovens faz com que muitas pessoas percam a vida eterna.)
2. Perda de laços especiais
A relação sexual é um laço especial que mantém casais unidos. Mas este laço é enfraquecido se o ato sexual não é exclusividade entre duas pessoas. Se um dos dois ou ambos praticaram sexo antes do casamento, o laço sexual entre else não é tão forte. Estatísticas mostram que as taxas de divórcio são maiores entre casais que praticaram sexo antes do casamento. Então se você quer ter fortes laços matrimoniais, evite o sexo antes do casamento.
3. Fica difícil de resistir
Uma vez perdida a virgindade, é difícil resistir a tentação de ser promíscuo. Você pode estar pronto para resistir a uma tentação sexual quando você é virgem, mas é muito mais difícil resistir a uma tentação sexual quando você já perdeu a virgindade. Sexo é a criação de um hábito. Você pode ter um forte sentimento de amor pela pessoa com a qual você fez sexo pela primeira vez, mas depois que você tende a fazer sexo mais pessoas sua afeição por elas irá diminuir. Então, deixe o sexo ser algo reservado para um relacionamento fechado.
4. Nomes se espalham
Em alguns colégios de ensino médio, garotos dizem para outros garotos quais garotas já perderam sua virgindade. Então estes garotos querem ter um "tempo bom" sendo amigos de garotas que não são virgens. As garotas pensam que o garoto gosta delas, mas isso não é verdade. Assim, uma garota perde sua virgindade com alguém que ela gosta. Mas isto torna ela apenas um "brinquedo" para outros homens.
5. Sozinho em Casa depois do sexo
No velho testamento, um marido recém casado não podia ser chamado para o exército durante os 12 primeiros meses depois de casar. Marido e esposa ficavam juntos aproveitando os privilégios de estar na companhia um do outro. Isto era tão importante que mesmo se o país fosse invadido, era respeitado que os 2 permanecessem juntos durante os 12 meses.
Não importava o quanto else faziam sexo, o marido e a mulher ficavam juntos até o próximo pôr-do-Sol. (Else ficavam juntos "até o próximo pôr-do-Sol" e não podiam ser acompanhados por nenhuma outra pessoa.) Portanto o ato sexual era freqüentemente acompanhado de um longo período de união. Mas no sexo entre adolescentes e jovens, após a relação o casal vai para
Casas separadas. Portanto, o período de companheirismo que tinha por objetivo ser parte do ato sexual, é perdido. Quando vocês não podem passar o próximo dia juntos, vocês podem desenvolver um ato sexual padrão, não passando de uma breve sensação de prazer. Isto faz com que se perca muito do verdadeiro significado do sexo.
6. Sexo não é necessariamente amor
Algumas pessoas consideram a relação sexual como sendo um sinal de amor. Else às vezes se "dão" para alguém com o propósito de mostrar quanto o amam. Entretanto, talvez a outra pessoa não tenha a mesma atitude. Talvez para ela, o ato sexual não signifique necessariamente amor. Portanto alguns estão se "dando" para mostrar o seu amor, mas na verdade estão muitas vezes praticando um gesto vazio, já que o gesto não é interpretado da mesma forma pela outra pessoa.
7. Pode o desqualificar para algumas carreiras
Adolescentes e jovens que praticam sexo podem se sentir desqualificados para algumas futuras carreiras profissionais. Profissionais assim como médicos, assistentes sociais e ministros podem precisar de tempo para ficar sozinhos com pessoas do sexo oposto. Se as barreiras naturais entre o sexo são quebradas por uma história de sexo na adolescência ou juventude, pode ser difícil lidar com estas situações.
São freqüentes os casos onde um comitê médico exclui um bom médico devido à existência de intimidade sexual com seus pacientes. Muitos ministros e assistentes sociais perdem seus empregos por problemas com intimidade sexual. Adolescentes e jovens promíscuos acabam, devido a este risco, evitando estas profissões. E este poderá ser um preço muito alto a se pagar se aquela é a ocupação que você mais quer ou lhe trás mais satisfação.
8. O hábito pode continuar depois do casamento
Adolescentes e jovens que tem relações sexuais com seus amigos íntimos do sexo oposto antes de casar, são tentados a continuar com este hábito depois do casamento.
Se antes do casamento, em todos os momentos eles quase se relacionam com uma pessoa do sexo oposto, isto poderá conduzir a relação sexual, podendo continuar mesmo depois de casado. Para parar esta tentação, muitas pessoas casadas evitam ter amizades com pessoas do sexo oposto. Não ter amigos íntimos do sexo oposto (com exceção de sua esposa) pode ser um alto preço a se pago por ter praticado sexo durante a adolescência ou juventude. A melhor solução para isso é não fazer sexo com amigos íntimos do sexo oposto durante a adolescência ou juventude. Isso ajuda a desenvolver um hábito padrão que irá deixa-lo ter amigos íntimos do sexo oposto, com os quais não fará sexo, mesmo depois do casamento.
9. Risco de doenças
Você pode contrair varias doenças sérias através de relações sexuais. Isto inclui AIDS, herpes, gonorréia, sífilis e até mesmo câncer.
Não é divertido ter que na flor da idade encarar um médico que lhe diz que você tem AIDS ou câncer vaginal -- por causa de alguém que fez sexo com você. Realmente não é algo digno perder sua saúde (ou perder sua vida) por uma noite de prazer barato.
10. Bons relacionamentos não se perdem
Um bom homem ou uma boa mulher raramente tem perdido algo por se recusar a fazer sexo. Na realidade, muitos homens dizem que tem muito respeito pelas mulheres que resistem ao sexo. Desta forma, ainda existe um "mistério" sobre a mulher, ainda existe "algo mais" que pode ser obtido quando o relacionamento flui completamente dentro do casamento. Qualquer parceiro que puser em risco o fim do relacionamento por não haver ou se não houver um relacionamento sexual está basicamente dizendo que seu relacionamento vale muito pouco.
11. Destrói a confiança
Fazer sexo antes do casamento pode reduzir a confiança do casal durante o casamento. Sexo é um ato físico que está partindo de uma relação mental, física, social e espiritual. Confiança é o coração de um relacionamento. Confiança é parte do relacionamento
matrimonial em todos os segundos do dia, mas sexo é parte do relacionamento apenas uma pequena parte do tempo.
Talvez você nunca tivesse uma completa confiança em seu cônjuge se vocês tivessem feito sexo antes do casamento. Se a confiança é danificada ou enfraquecida, você pode se tornar mais solitário no casamento. Este isolamento só aumentará pelo resto de sua vida.
12. Complexos de culpa
Fazer sexo antes do casamento freqüentemente leva a mentira, com objetivode esconder o fato. Isto pode levar a culpa e insegurança. Pessoas que são totalmente honestas em tudo o que fazem não tem a consciência pesada e tudo está claro em sua mente. Eles não têm que ficar guardandoum pouco de tudo o que passou -- tentando lembrar aquela mentira que disseram a alguém. Devido a terem uma mente clara, eles têm acesso a quase qualquer situação sem culpa e insegurança.
13. Degradação sócio-sexual
Um parceiro pode estar pronto para sobrevier de forma relativamente intacta ao sexo antes do casamento, mas isso pode destruir ao outro. Qualquer pessoa que faz sexo antes do casamento normalmente não consegue saber que danos isto pode trazer para a outra pessoa, mas isso pode deixa-los com cicatrizes psicológicas para a vida toda. Isto pode leva-los a uma decadência a qual poderá conduzi-los a um relacionamento matrimonial arruinado, uma vida arruinada e uma chance de eternidade arruinada.
14. Mudando a ênfase
Para muitas pessoas, só o ato sexual antes do casamento não é uma grande emoção. A emoção está em avançar o ato sexual. Desenvolver o hábito de avançar é algo importante para eles. Entretanto, o avançar termina no casamento. Já como um hábito padrão formado, no casamento o sexo se torna menos desejado. A pessoa ainda quer avançar e assim vai para fora do casamento -- desta forma faz com que o casamento termine. Se o "avançador" permanece fiel no casamento, ele pode achar o sexo no casamento frustrante. O ato sexual em si deixa de ser prazeroso. Então, gozar do sexo antes do casamento pode levar a pouco ou nenhum prazer durante o casamento.
15. Sexo sem amor
O sexo sem casamento é normalmente sexo sem amor. Deus é amor. Satanás corrompeu o amor para fazer o ato sexual perder seu lado amoroso. O movimento feminino finalmente tornou-se contra isso. A experiência mostrou que aquele era um amor vazio.
O movimento feminino agora tem uma forte ênfase contra o "animalismo" durante a relação sexual. Por experiência, as membras do movimento concordam que o sexo precisa de amor genuíno para ser satisfatório. É um erro chamar o sexo antes do casamento de "fazer amor". Na maioria das vezes o amor não faz parte do sexo antes do casamento, ele pode ser luxuria, pode estar usando alguém. Então, ele pode não ser amor. O amor tenta conquistar alguém especial. Sexo antes do casamento geralmente tenta adquirir algo. O amor é permanente (I Coríntians 13:13). Sexo antes do casamento é temporário.
16. Uma pobre direção para casais
Quando mais sexo você fizer, melhor nisso você ficará. Assim que dois virgens se casam eles aprendem um com o outro os prazeres
do sexo e eles irão melhorar nisso -- juntos. Entretanto, alguns pensam que quem é bom em sexo antes do casamento é a
melhor opção para casar. Isto não é verdade. A pessoa boa em sexo provavelmente é alguém que teve muitos parceiros sexuais,
mas muitos de nós sabem identificar que aquela pessoa que teve muitos parceiros sexuais será uma pobre escolha como companheiro para a vida. Sendo assim é melhor tem um parceiro sexual sem experiência a um com muita
experiência.
17. Você pode engravidar
Um dos principais objetivos do ato sexual é gerar bebês, mas muitos adolescentes e jovens se esquecem disto quando fazem sexo.
Uma gravidez indesejada é um alto preço a se pagar por alguns minutos de prazer, e isto não é apenas um alto preço a se pagar pelo pai e pela mãe, é um alto preço para o bebê. Um bebê merece o melhor, merece um relacionamento estável e não o que um casal adolescente, que não gostaria de estar naquelas condições, pode oferecer.
18. Dezesseis anos de penalidade
Em alguns países, o pai é obrigado a pagar por estar tendo um filho sem que haja casamento.
Em meu país (Austrália), um garoto adolescente que engravida uma garota paga por isso todas as semanas, até que o filho atinja 16 anos de idade. Entre $50-$100 é descontado do salário dele todas as semanas para que seja usado no bem estar do filho.
Ele pode nunca mais ver o bebê ou a mãe do bebe novamente, mas todas as semanas o dinheiro será automaticamente sacado do seu pagamento antes dele recebê-lo. Mesmo que depois ele tenha sua própria família, o bebê receberá o dinheiro todas as semanas.
19. Quebra o relacionamento familiar
Quando já perderam sua virgindade, adolescentes e jovens normalmente não contam isso para seus pais. Isto alimenta o hábito de não contar aos pais sobre os importantes acontecimentos de sua vida. Entretanto, os anos da adolescência são os anos em que é mais importante para a pessoa ter amizade e manter conversas com seus pais, já que a adolescência é o período da vida em que mais se precisa de ajuda. Este é o momento em que você mais faz "suas coisas", toma mais decisões sozinho. Então, é ai que você precisa estar pronto para usar a sabedoria de seus pais para ajudar nestas decisões.
Entretanto, muitos adolescentes não conversam livremente com seus pais porque eles fizeram sexo e sentem-se envergonhados em contar a seus pais. O melhor que eles podem fazer é contar a seus pais.
A cultura cria jovens que não conversam com seus pais sobre acontecimentos importantes de sua vida. Esta cultura tende a aumentar entre os jovens, não só entre os que fizeram sexo. Muito do sexo antes do casamento vem da cultura. Nós poderíamos claramente
ser melhores sem ela.
20. Pouco sexo no casamento
Aqui está uma preciosa estatística. Casais que se casam virgem fazem sexo muitos mais freqüentemente do que os casais que não se casam virgens. Quem se casa virgem não só faz sexo mais freqüentemente, eles têm maior prazer no sexo. Na verdade, os maiores níveis de satisfação sexual das pesquisas são notados nas esposas de ministros. Então, fazendo sexo alguns poucos anos antes do casamento, você pode ter muitos anos de pouco sexo durante o casamento.
21. Não estão preparados para o sexo
De certa forma, pode parecer para a maioria das pessoas, que os adolescentes estão psicologicamente preparados para fazer sexo, mas isto não é verdade. Por exemplo, o corpo de uma garota ainda não está completamente pronto para ter um bebê e muitas pessoas, dizem que a mente também não. Atualmente as garotas atingem a puberdade cerca de cinco anos antes do que a 250 anos atrás. (Provavelmente os garotos também, mas nós não temos estatísticas disso.)
Esta puberdade prematura (provavelmente causada por uma dieta moderna) significa que eles não estão psicologicamente prontos para reproduzir-se mais cedo. Estatísticas mostram que 99% das pessoas que se casam na adolescência acabam se divorciando. Isto confirma que eles provavelmente não estão psicologicamente preparados para um relacionamento matrimonial na adolescência.
Esta falta de preparação mental também é mostrada nos bebês de adolescentes que são assassinados. Quando a mãe tem menos de 15 anos, as chances do bebe ser assassinado são 7 vezes maiores, quando a mãe tem menos de 20 anos e já tem outro filho as chances do bebe ser assassinado são 11 vezes maiores. (Fonte: New England Journal of Medicine 1998;339:1211-1216.) Geralmente estes bebês são mortos pelas mães, pais ou padrasto. Isto mostra que adolescentes ainda não estão mentalmente preparados para serem pais.
22. Perde um estágio da vida
Se nós não deveríamos fazer sexo durante a adolescência, o que nós estamos perdendo se o fazemos?Nesta época de sofisticação, pode ser difícil perceber o que é perdido, mas uma destas coisas é a ingenuidade.Pode parecer estranho, mas existem algumas coisas que é melhor a gente não conhecer. Por exemplo, era melhor Adão e Eva não conhecerem o pecado. Eles podem ter se sentido sofisticados quando conheceram o pecado, mas eu posso apostar que eles eram pessoas melhores quando eram ingênuos.
Existe uma beleza na ingenuidade que talvez você precise de 40 anos de idade para aprender a apreciar, mas você pode experimentá-la enquanto ainda é um adolescente ou jovem. Esta é uma qualidade que o torna mais parecido
com Deus.
23. Risco de aborto
O resultado do sexo na adolescência muitas e muitas vezes é o aborto, e isso não é bom.
O aborto é arriscado e pode causar males a saúde da mãe. Garotas que abortam são freqüentemente psicologicamente afetadas pelo resto de suas vidas. As pessoas podem justificar o aborto com comentários como, "Esta não é realmente uma vida." ou "Este é o meu corpo". Entretanto, mais tarde pode ser perturbante pensar que isto foi um assassinato, e poderá ser difícil conviver com isto.
Não vale a pena ter sentimentos de culpa pelo resto da vida.
24. Ter um bebê sozinha
O sexo produz bebês. O que você fará com um bebê se ele vier? Muitas adolescentes tentam ter o bebê sozinhas. Daria menos trabalho para os pais ter o bebê 5 ou quem sabe 10 anos mais tarde, os problemas surgem por toda a vida. Em todos os estágios da vida, os pais têm idade muito próxima a dos filhos e assim fica difícil desenvolver um relacionamento pais-filho.
As muitas garotas que educam seus bebês sem um marido podem afetar o bebe de muitas formas. Esta atitude pode, por exemplo, resultar em um menino homossexual. Estatísticas mostram que 90% dos homens homossexuais foram criados sem uma figura adequada de pai. A maioria foram criados apenas pela mãe. Isto pode significar também um bebê criado na miséria. Estatísticas mostram que muitos bebês criados apenas pela mãe são criados na miséria.
25. Deus diz assim
Para muitas pessoas, à vontade de Deus é uma razão extremamente boa para se evitar o sexo pré-matrimonial.Deus fez as peças do maquinário que nós chamamos de corpo humano. A ciência está apenas aprendendo um pouco das fascinantes coisas que faz ele trabalhar melhor, mas é Deus quem fez isto tudo e sabe tudo sobre como fazê-lo funcionar melhor. Deus não nos aconselhou a não fazer sexo antes do casamento porque Ele quer que percamos algo bom, muito pelo contrário, Ele não quer que percamos nada de bom.
Se este é o caso, então sexo antes do casamento não é bom -- se fosse de outra forma porque Deus nos faria perder isto?
Aqui estão alguns versículos da bíblia. Você deve pensar um pouco sobre isso:"Porque os lábios da mulher adúltera destilam favos de mel, e as suas palavras são mais suaves do que o azeite; mas o fim dela é amargoso como o absinto, agudo, como a espada de dois gumes". -- Provérbios 5: 3 e 4
"Afasta o teu caminho da mulher adúltera e não te aproximes da porta da sua casa; ...para que não gemas no fim de tua vida, quando se consumirem a tua carne e o teu corpo." -- Provérbios 5:8, 11.
"Vi entre os simples, descobri entre os jovens um que era carente de juízo,... eis que a mulher lhe sai ao encontro, com vestes de prostituta e astuta de coração. ..Seduziu-o com as suas muitas palavras, com as lisonjas dos seus lábios o arrastou. " --Provérbios 7:7, 10, 21.
Deus não quer que você seja um pássaro morto nas armadilhas do sexo durante a adolescência ou juventude.
26. Acredite pela fé
Logicamente, o adolescente não pode saber por experiência própria que o sexo antes do casamento não é bom sem cair na armadilha. Também logicamente, você não pode saber como é ruim a experiência do sexo antes do casamento até você casar e conhecer como é o sexo no casamento. Então a experiência não é uma boa professora quando se fala em sexo na adolescência
e juventude.
Entretanto, pais têm experiência e é por isso que a maioria dos pais recomendam que os filhos permaneçam virgens -- principalmente se eles não eram virgens quando se casaram. No momento existe um maior numero de pessoas contra o sexo durante a adolescência, particularmente entre garotos. Nos Estados Unidos mais de 14% dos garotos que estão no ensino médio agora são virgens, mais do que os alunos do ensino médio do inicio da década passada. Isto é, de certa forma porque os pais estão fazendo um melhor trabalho, avisando seus filhos sobre os perigos do sexo antes do casamento.
Adolescentes e jovens só podem aceitar o conceito de que virgindade é melhor por "fé", por acreditarem no que está sendo dito. A bíblia diz,"O justo irá vier pela fé". -- Hab 2:4; Gal 3:11.
Este conceito não se refere somente a salvação. Isto se refere a muitas das decisões de sua vida, isto é, como nós devemos viver. Sendo assim somente pela fé você pode saber como muitas coisas são.
Se você tentar saber mais sobre sexo antes do casamento por experiência, você terá falhado em seu teste de fé. Você não confiou em Deus, que sabe o que é melhor para você e recomendou que você não fizesse sexo antes do casamento.
27. O perdão ainda está disponível
O sexo antes do casamento não irá necessariamente eliminar a sua chance de salvação. Evidentemente, pessoas que afundam-se neste estilo de vida podem achá-la mais interessante do que Deus -- e eles podem perder a vida eterna. Mas este não é um caminho automático. Cristo ensinou claramente que aquele que cedeu a tentação do sexo fora do casamento pode ser perdoado e ser bem recebido no Seu Reino.Em João 8 ele recusa-se a condenar uma mulher pega no ato do adultério. Eu acredito que aquela mulher estará no reino de Deus. E você pode estar também. Leia os primeiros 10 versículos daquele capitulo. Você ficará inspirado. Aquele mesmo perdão que foi dado para aquela mulher está disponível pra todos nós ainda hoje. Se você já fez sexo antes do casamento, os psicólogos dizem que você pode se "re-virginsar". Você pode ser como aquela mulher em João 8. Jesus disse para ela:
"Vai e não peques (faça sexo) mais".
Deus não a condenou. Ele não quer condenar você também.
Ele quer que você tenha todos os prazeres que vem do sexo -- não o prazer temporário que trás o sexo na adolescência e juventude.
Recebido por e-mail

21 setembro 2008

Devocional para Domingo, 21 de Setembro, 2008

VERSÍCULO:
  “pois dizia a si mesma: “Se eu tão-somente tocar em seu manto,
ficarei curada”.
   -- Mateus 9:21

PENSAMENTO:
  A mulher que disse isso a si mesma conhecia a rejeição e a
solidão por causa da sua luta de 12 anos com uma doença que a fez
impura na lei dos judeus. Ela foi presa e isolada por causa desta
condição. Assim com Jesus a libertou da sua prisão (vs. 22), ele
anseia te libertar da sua prisão também. O que está te prendendo?
Jesus anseia te dar a liberdade através de cinco presentes: 1) a
Escritura (a Bíblia) para ajudá-lo saber a vontade de Deus, 2) sua
entrega ao senhorio dEle, 3) purificando-o do seu pecado e culpa,
4) o dom do Espírito Santo para te capacitar, e 5) uma família de
irmãos e irmãs em Cristo para te apoiar e responsabilizar. Estas
são as cinco preciosas chaves à liberdade.

ORAÇÃO:
  Pai, eu oro hoje por aqueles que precisam da libertação da garra
de Satanás de qualquer forma que ele tem nas suas vidas. No
poderoso e santo nome de Jesus e oro confiantemente. Amém.

20 setembro 2008

Devocional para Sábado, 20 de Setembro, 2008

VERSÍCULO:
  “E vocês, o que dizem?”, perguntou. “Quem vocês dizem que eu
sou?” Pedro respondeu: “O Cristo de Deus”.
   -- Lucas 9:20

PENSAMENTO:
  Muitas pessoas têm suas opiniões sobre a identidade de Jesus. A
verdadeira questão, no entanto, é o que você acredita sobre Jesus.
O que você decide sobre o Filho de Deus significa tudo para você e
para aqueles que você influencia. Então, ouça à pergunta de Jesus
aos seus discípulos como se estivesse perguntando para você: “Quem
você diz que eu sou?” A minha oração é que a sua resposta seja a
mesma da do Pedro: “O Cristo de Deus”.

ORAÇÃO:
  Querido Pai Celestial, obrigado por Jesus, que é meu Senhor,
Salvador, amigo e irmão mais velho na Sua família. Eu Te louvo por
envia-lo para revelar-se a nos e te agradeço por seu amor
demonstrado por Ele na cruz. Eu creio que Jesus é o Cristo, o Filho
do Deus Vivo, e o único Salvador que pode trazer liberdade, perdão,
purificação e salvação completa. Obrigado! No poderoso nome de
Jesus eu oro. Amém.

19 setembro 2008

Sugestões para cristãos principiantes na arte de pensar a fé (Muito bom!)

Não concordo com tudo que o Alex Esteves diz no seu blog, mas decidi publicar suas Sugestões para cristãos principiantes na arte de pensar a fé, com comentários em vermelho:

1) Desconfie de best sellers evangélicos;
O primeiro best-seller a ser considerado é sempre a Bíblia Sagrada.

2) Não deixe de perceber pequenas mudanças doutrinárias de seu pastor;
Ótimo indicativo de desvio da Palavra de Deus, ás vezes embevecidos não percebemos.
3) Não corra atrás da maioria;
Foi a maioria quem optou pela morte de Jesus.
4) Afaste-se de bajuladores;
Embotam seus sentimentos mais relevantes.
5) Entenda que Igreja e Reino de Deus são coisas distintas;
Cuidado com a mística judaica, para saber mais clique aqui.
6) Admita que a Igreja de Cristo difere das igrejas dos homens;
É um pressuposto profetizar contra o pecado.
7) Analise o que prepondera no discurso de quem prega;
Frases de efeito? Sugestionamento psicológico? Ou a Palavra?
8) Reconheça que não há letras de música inspiradas por Deus, a não ser os salmos;
Não concordo, mas depende da cosmovisão dele.
9) Fuja rápido de "apóstolos" autopromovidos;
A auto-promoção ofusca a glória de Deus.
10) Mantenha-se longe de quem diz ter recebido revelação direta de Deus, com caráter geral;
As revelações devem coadunar com a Palavra.
11) Procure um grupo de crentes com quem possa exercitar a Fé com simplicidade;
Fé cristã tem por base a comunhão.
12) Apegue-se às bases de fé, tendo a mensagem da Cruz como fundamento inabalável;
O mais é conversa para boi dormir, como se diz aqui no Nordeste.
13) Não aceite o milagre, a bênção nem a experiência individual como medidas de avaliação do que se apresenta como verdade. Em todo caso, fique com a Bíblia, não duvide dela, desconfie de si mesmo.
A ética prática é mais importante que a teórica.
14) Saiba unir fé e razão - o repouso em Deus como estilo de vida e a dúvida bereana como critério de aferição do que ouve e vê.
A fé não prescinde da razão.

Reflexões sobre quase tudo

Devocional para Sexta-feira, 19 de Setembro, 2008

VERSÍCULO:
“Porque, embora seja livre de todos, fiz-me escravo de todos,
para ganhar o maior número possível de pessoas”.
-- 1 Coríntios 9:19

PENSAMENTO:
A graça nos liberta da lei do pecado e morte. Mas nossa
liberdade não deve ser usada para rebelião ou auto-gratificação. Ao
invés disso, devemos usar nossa liberdade para redimir, assim como
Jesus o fez (Filipenses 2:5-11). Podemos voluntariamente abrir mão
da nossa liberdade mais ainda para que possamos ajudar outros
cativos em pecado e em idéias falsas sobre Deus. Podemos usar a
liberdade do Espírito para sermos transformados como Cristo (2
Coríntios 3:17-18). Vamos usar nossa liberdade para celebrar e
abençoar.

ORAÇÃO:
Obrigado, grande e poderoso Senhor, por me libertar através da
sua graça. Eu sei, querido Pai, que este presente foi dado para mim
com um grande custo – a humilhante tortura, morte e enterro do seu
Filho, Jesus Cristo. Então use-me, querido Pai, para abençoar
outros que ainda não acharam sua libertação em Jesus. Eu oro isso
no nome do meu Salvador, Jesus. Amém.

18 setembro 2008

Quando os crentes davam certo (10)

Minha aproximação com o protestantismo histórico de missão se deu entre 1958 e 1962, quando o congregacionalismo acabava de completar cem anos (1955) e o presbiterianismo se preparava para comemorar o seu centenário (1959).
Neste último caso, tivemos um momento histórico e simbólico: no Culto de Ação de Graças, na Catedral Presbiteriana, da Rua Silva Jardim, Rio de Janeiro, RJ, um presidente da República, no exercício do cargo, comparece a um ato dessa natureza: o presidente Kubitscheck (JK), com a mais ampla repercussão.
No ano seguinte (1960) o estádio do Maracanã se enche pela segunda vez (a outra fora na Copa de 1950) para o encerramento da assembléia da Aliança Batista Mundial, tendo como pregador o evangelista Billy Graham.
Fui de uma geração que conviveu com muitos homens e mulheres de Deus, dos mais simples aos mais eruditos, com histórias de vida e memórias que eu, um adolescente, bebia como ensinamentos existenciais. Se já tenho meio século de vivência com o protestantismo histórico, ouvi o outro meio século dos mais velhos, que por sua vez tinham ouvido dos seus mestres o meio século anterior.
Preocupa-me o desconhecimento histórico da presente geração, em relação à História Geral da Igreja, particularmente a Reforma Protestante, e em relação ao passado do protestantismo brasileiro.
O futuro está no passado, porque o presente é, por demais, preocupante!
Nessa série procurei resgatar alguns feitos e alguns heróis da fé dessa saga, dessa epopéia, que foi a implantação do protestantismo em nosso País, sob as circunstâncias mais adversas. Há um legado perdido; há lições a serem resgatadas.
Concentrei-me no protestantismo histórico de missão, sem desmerecer a presença (mesmo que isolada do protestantismo de migração), hegemônico de 1855 a 1965. O Pentecostalismo chega em 1909. Depois aparece por aqui o Liberalismo, o Fundamentalismo, o Neo/Pós-Pentecostalismo e por aí a fora.
Mas, deixarei para comentar em outra série, que intitularei: “Quando os Crentes às Vezes, Ainda, Dão Certo”.

Que o Senhor nos abençoe!

Robinson Cavalcanti, bispo anglicano.

Devocional para Quinta-feira, 18 de Setembro, 2008

VERSÍCULO:
  “A sabedoria é melhor do que as armas de guerra, mas um só
pecador destrói muita coisa boa”.
   -- Eclesiastes 9:18

PENSAMENTO:
  Com um pouquinho de fermento a massa toda é mudada. Uma pessoa
pecaminosa pode ter o mesmo efeito num grupo de pessoas
compromissadas com Deus. Vamos ser sábios e reverenciar Deus,
obedecendo-o e a sua Palavra. Vamos ser perspicazes na maneira que
lidamos com o pecado e a tentação nas nossas vidas. Também, vamos
ter certeza de lembrar que estamos em guerra com Satanás. Depois
vamos louvar a Deus, porque nosso Salvador já derrotou nosso
inimigo e o Espírito Santo nos capacita a superar os ataques de
Satanás e resistir a tentação que vem dele.

ORAÇÃO:
  Amoroso Pai, por favor, dá-me sabedoria para enxergar a decepção
dos esquemas do diabo enquanto estou procurando viver a sua verdade
e mostrar seu caráter na minha vida. Obrigado pelo seu poder que
está trabalhando dentro de mim. No nome de Jesus eu oro. Amém.

17 setembro 2008

Hein?

Quando os crentes davam certo (9)

Os colégios protestantes, e algumas de suas Igrejas, organizavam "sociedades literárias", onde se debatia obras da literatura brasileira, e onde se estimulava a produção de contos, poesias, e outros gêneros, pelos crentes locais. Havia uma preocupação em conhecer o vernáculo, os crentes eram estimulados a bem falar e escrever o português, bem como a terem a disciplina da leitura, visando uma elevação cultural.
Líderes com envergadura intelectual existiram desde o começo, não só entre os missionários, mas entre as primeiras gerações de brasileiros. Um fato curioso é que o primeiro pastor batista, Pr. Teixeira, e o primeiro pastor presbiteriano, Rev. José Manoel da Conceição, eram ex-padres católico romanos.
Álvaro Reis, Erasmo Braga, Eduardo Carlos Pereira, Miguel Rizzo, Benjamin de Morais Filho, no sudeste; Jerônimo Gueiros e Natanael Cortez, no nordeste, foram, dentre tantos, nomes por esse Brasil a fora que honraram as letras. Isso se refletia no respeito que a sociedade em geral nutria pelos mesmos, na influência cultural do protestantismo, e no nível do nosso púlpito (em conteúdo, forma e comunicação).
Quantas vezes fui (ainda estudante universitário) para a Igreja Batista da Capunga ouvir o Pr. Munguba Sobrinho, denominado de "o príncipe dos pregadores batistas"?
Os colégios, por seus Grêmios Estudantis, organizavam concursos de oratória. Os Seminários Teológicos "puxavam" pela homilética, quando o "sermão de prova" era um terror para os alunos...
Por muitos anos era costume incluir nos cultos a declamação de uma poesia, por pessoas dotadas desse dom de comunicação. Mário Barreto França, Myrthes Mathias e Gióia Júnior estavam entre os poetas favoritos daquelas gerações.
Nos tempos em que superficialidade pegava mal, e dizer abobrinhas queimava o filme do freguês, mas bem se lia, se escrevia e se falava; os crentes bem que davam certo...

Robinson Cavalcanti, bispo anglicano.

Quando os crentes davam certo (8)

Chegando ao Brasil, depois da expulsão da Ilha da Madeira, o Dr. Robert R. Kalley, pioneiro do congregacionalismo, teve diálogos religiosos com o Imperador Pedro II e membros da Corte, vindo a converter algumas damas.
Ashbell G. Simonton, o pioneiro do presbiterianismo, ao fundar o jornal "Imprensa Evangélica", não o via como um órgão de circulação interna entre os protestantes, mas o queria à venda nas livrarias seculares, como uma visão cristã para o mundo.
Quando o primeiro "Clube Republicano" (embrião do futuro Partido Republicano) foi fundado por Quintino Bocaiúva e Rangel Pestrana, dos oito membros dois eram protestantes, os irmãos maranhenses Vieira Ferreira.
A primeira Igreja protestante de fala portuguesa em nosso País, a Igreja Evangélica Fluminense, no Rio de Janeiro, por seus estatutos, somente permitia a filiação de senhores de escravos, se os mesmos os libertassem.
O Colégio Gammon, de Lavras, MG, tem no pórtico de sua Capela o dístico: "Dedicado à glória de Deus e ao Progresso Humano". Esses colégios que introduziram a educação mista, a educação física, a educação tecnológica e esportes como voleibol e basquetebol, estavam movidos pela mesma visão de uma missão civilizatória que marcou as primeiras décadas do protestantismo de missão no Brasil, em um tempo em que o pós-milenismo e o a-milenismo eram as correntes escatológicas hegemônicas.
Essa visão de um protestantismo participante e procurando influenciar também estava na fundação da Liga Eleitoral Evangélica, para as constituintes de 1934 e 1946. Se antes fora a Abolição e a República, o Estado Laico, agora entravam temas como a defesa do divórcio e da reforma agrária.
Quem se lembra do primeiro Governador de Estado (interino) do Brasil, o líder operário tecelão e pentecostal da Assembléia de Deus, o deputado estadual Torres Galvão, no Pernambuco dos anos 1950, ou o primeiro assessor evangélico (com status de subsecretário de Estado), o pastor batista Viana de Paiva, na primeira gestão de Miguel Arraes, nos anos 1960?
Quem se lembra da militância de batistas e pentecostais no nascente sindicalismo rural no Nordeste, no final dos anos 1950, ou do documento final da "Conferência do Nordeste", promovido pela Confederação Evangélica Brasileira (CEB) no Colégio Presbiteriano Agnes Erskine, no Recife, sob o lema "Cristo e o Processo Revolucionário Brasileiro", ou o manifesto da Ordem dos Pastores Batistas do Brasil, de Vitória, ES, de 1963?
Em um tempo em que não havia a heresia "crente não se mete em política", nem o corporativismo maroto do "irmão vota em irmão", os crentes davam certo....

Robinson Cavalcanti, bispo anglicano.

Flor de Liz

Às vezes ouvimos algo e não sabemos o por quê...
Djavan fez poesia com uma história triste.

Djavan teve uma mulher chamada Maria. Os dois teriam uma filha que se chamaria Margarida, mas sua mulher teve um problema na hora do parto e ele teve que optar por ela ou por sua filha.
Perdeu as duas por obra do destino.
Agora é possível entender a letra da música, sobre o ponto de vista de Djavan para o mundo, transformando sua dor em arte.

(clique sobre o link abaixo e ouça a música)

http://www.phoenix.voice.nom.br/nc/d/djavan/djavan_-_flor_de_liz_cn.mid

Flor de Lis
Valei-me, Deus!
É o fim do nosso amor
Perdoa, por favor
Eu sei que o erro aconteceu
Mas não sei o que fez
Tudo mudar de vez
Onde foi que eu errei?
Eu só sei que amei,
Que amei, que amei, que amei

Será talvez
Que minha ilusão
Foi dar meu coração
Com toda força
Pra essa moça
Me fazer feliz
E o destino não quis
Me ver como raiz
De uma flor de lis
E foi assim que eu vi
Nosso amor na poeira,
Poeira
Morto na beleza fria de Maria
E o meu jardim da vida
Ressecou, morreu
Do pé que brotou Maria
Nem Margarida nasceu.

E o meu jardim da vida
Ressecou, morreu
Do pé que brotou Maria
Nem Margarida nasceu.


...Aproveite cada momento da sua vida ao máximo!
Passe o maior tempo possível com as pessoas que você ama , torne estes momentos inesquecíveis.
Aproveite a sua vida! Problemas, esses todos temos, podem ter certeza!
A diferença é saber que um dia todos eles, mais cedo ou mais tarde, vão se resolver, e, provavelmente, daí surgirão outros.
Não podemos ficar esperando a ausência de problemas para sermos felizes!

'A vida não é medida pelo número de vezes que você respirou, mas pelos momentos em que você perdeu o fôlego... de tanto rir, de surpresa, de êxtase, de felicidade.'
Pare e Pense...
Meu desejo, é que sua vida seja repleta de harmonia, amor e saúde. Tudo na medida de seu merecimento.

Recebido por e-mail

(Obrigado, Mário Melânia!)

Devocional para Quarta-feira, 17 de Setembro, 2008

VERSÍCULO:
“Então peguei as duas tábuas e as lancei das minhas mãos,
quebrando-as diante dos olhos de vocês”.
-- Deuteronômio 9:17

PENSAMENTO:
Ira, frustração, desapontamento e perda de auto-controle
afundaram muitos dos maiores líderes de Deus. Liderar às vezes é
uma tarefa desapontadora. Mas, o povo de Deus pereceria sem líderes
fortes, cheios de convicção santa. Apesar do fracasso de alguns dos
nossos líderes e os perigos que podem atrapalhar aqueles que
decidem liderar, a liderança é honrável tanto quanto vital! Aonde
estaria Israel sem Moisés ou Josué ou Ezequias ou Davi...? Então,
se o Senhor está se chamando para liderar, não aceite seu convite
levemente, mas, por favor, aceite o chamado! Se você não é um
líder, por favor, lembre-se de orar pelos líderes e suas famílias.

ORAÇÃO:
Santo Senhor, por favor, abençoe sua Igreja com líderes de
grande fé, coragem, perseverança e integridade. Abençoe-nos com
coragem de responder quando o Senhor nos chama através dos nossos
líderes para servir. No nome de Jesus eu oro. Amém.

16 setembro 2008

Devocional para Terça-feira, 16 de Setembro, 2008

VERSÍCULO:
“Toda vez que o arco-íris estiver nas nuvens, olharei para ele e
me lembrarei da aliança eterna entre Deus e todos os seres vivos de
todas as espécies que vivem na terra”.
-- Gênesis 9:16

PENSAMENTO:
Não sei sobre você, mas sou uma pessoa extremamente visual.
Realmente aprecio a maneira que Deus fez o mundo com toda a sua
variedade, cores e rica diversidade. Sou grato também pela maneira
que ele usou certas imagens chaves no nosso mundo par anos lembrar
da sua provisão diária e da graça eterna. A beleza de um arco-íris
não é apenas lindo por causa das cores, ou no aroma da chuva, mas
na promessa que nosso Deus escolheu ligar-se ao nosso destino e
envolver-se no nosso mundo!

ORAÇÃO:
Todo Poderoso Deus, obrigado por ter feito suas grandes
promessas quando não tínhamos nenhum direito de esperar, muito
menos exigi-las. Obrigado por ter colado essas promessas a coisas
no meu mundo cotidiano para que posso ser relembrado do seu
constante cuidado. No nome de Jesus eu oro. Amém.

15 setembro 2008

Quando os crentes davam certo (7)

Olhando as fotografias das primeiras Igrejas protestantes de missão no Brasil, se percebe uma maioria de homens. Era uma sociedade ainda patriarcal, de homens mais letrados e com mais tempo livre. Em situações de mudanças religiosas, há uma tendência de maior resistência por parte das mulheres. Por outro lado, os desdobramentos da ética protestante da santidade no mundo, pela ascese, o trabalho e a poupança teve um impacto dos mais significativos em um país escravocrata e aristocrata.
O alcoolismo, o tabagismo, a jogatina, as farras, os prostíbulos, a vida boêmia, onde se gastava o dinheiro e a saúde (da cirrose às, então, denominadas "doenças venéreas"), e se abalavam as relações familiares, eram deixadas para trás como algo "mundano", "da carne", "de satanás".
A nova religião ensinava o valor do estudo, do trabalho (inclusive o manual), os gastos responsáveis, a atenção à esposa e aos filhos, para que todos aderissem à mesma fé e fossem juntos para a Igreja ("eu e minha casa serviremos ao Senhor"), os cultos domésticos (inclusive evangelísticos).
O resultado, em nosso País, com as Igrejas históricas de missão, bem comprovou a tese de Max Weber. Houve uma mobilidade social, com cada geração sucessiva apresentando melhores níveis de escolaridade e classe social mais alta (inclusive com a ajuda das bolsas de estudo dos colégios protestantes). Reduzia-se a violência doméstica, com famílias mais ajustadas, maior dignidade da mulher, mantendo-se a liderança do homem.
Dentro das organizações internas das Igrejas as pessoas perdiam a timidez, e desenvolviam o associativismo e o espírito de liderança.
Essa ética favoreceu o surgimento da nova classe média e de uma classe trabalhadora qualificada, em um Brasil que se urbanizava.
A presença do protestantismo, pois, foi positivo para a família, para a saúde pública e para a economia. Era visível a diferença trazida por um Evangelho pessoal. Com mudanças existenciais como essa, os crentes davam certo...

Robinson Cavalcanti, bispo anglicano.

Hein?

Como posso criar um criminoso?

A Bíblia nos ensina em Provérbios 22.6: "Ensina a criança no caminho que deve andar, e ainda quando for velho não se desviará dele." A chefia de polícia de Houston, Texas (EUA), publicou as seguintes diretrizes irônicas sobre a educação de filhos:
Como posso conduzir meu filho a caminhos errados?
1.     Desde pequeno, dê ao seu filho tudo que ele deseja.
2.     Ache graça quando seu filho disser palavrões, pois assim ele ficará convencido da sua originalidade.
3.     Não lhe dê orientação espiritual. Espere que ele mesmo escolha "sua religião" depois dos 21 anos de idade.
4.     Nunca lhe diga que ele fez algo errado, pois isso poderia deixá-lo com complexo de culpa.
5.     Deixe que seu filho leia o que quiser... A louça deve ser esterilizada, mas o espírito dele pode ser alimentado com lixo.
6.     Arrume pacientemente tudo que ele deixar jogado: livros, sapatos, meias. Coloque tudo em seu lugar. Assim ele se acostumará a transferir a responsabilidade sempre para os outros.
7.     Discuta freqüentemente diante dele, para que mais tarde ele não fique chocado quando a família se desestruturar.
8.     Dê-lhe tudo em comida, bebida e conforto que o coração dele desejar. Leia cada desejo nos seus olhos! Recusas poderiam ter perigosas frustrações por conseqüência.
9.     Defenda-o sempre contra os vizinhos, professores e a polícia; todos têm algo contra seu filho!
10.                       Prepare-se para uma vida sem alegrias – pois é exatamente isso que o espera!
 
Quem "educar" seus filhos dessa maneira, realmente deve esperar anos difíceis, pois a Bíblia diz em Provérbios 29.15b: "...a criança entregue a si mesma vem a envergonhar a sua mãe". Aquele, entretanto, que seguir a Palavra de Deus na educação, experimentará o que diz Provérbios 29.17: "Corrige o teu filho, e te dará descanso, dará delícias à tua alma." (Norbert Lieth)
Publicado anteriormente na revista Chamada da Meia-Noite, abril de 1997.

Breve Dicionário Neocrentecostal



- Crer absolutamente naquilo que o pastor/apóstolo diga
Amor - Atender o chamado do líder de louvor e dizer para a pessoa ao seu lado: "Eu te amo em Cristo Jesus"
Promessa - Carro, casa, dinheiro
Evangelismo - Mandar alguém ir à igreja
Adorar - Chorar durante horas cantando algum tipo de música lenta e repetitiva
Fidelidade - Qualidade mostrada no ato de dizimar/ofertar mensalmente
Levita - Pseudo-músico que se acha superior aos demais por cantar/tocar
Perdão - Ficar fora de comunhão durante um tempo variável de acordo com o pecado
Comunhão - Não ter ninguém te acusando ou falando a seu respeito
Profeta - Expert em leitura corporal e oratória
Deus - O cara responsável por abençoar quando mandado
Espírito Santo - Ser que faz as pessoas caírem e receberem novas unções
Jesus - Um cara que fez o oposto do que deve-se fazer
Inferno - Lugar para onde os que não tem salvação irão
Diabo - O culpado por tudo de ruim que aconteça 
Esperança - Ser tão rico quanto os apóstolos da TV
Salvação - Alcançada indo à igreja e sendo fiel (vide fidelidade)
Unção - Algo que se recebe para se sentir superior aos outros
Abençoado - Ser cabeça e não cauda
Pecado - Infração cometida contra a igreja e variável com a cartilha
Igreja - Templo luxuoso que exige fidelidade para sua manutenção

http://pavablog.blogspot.com/

Devocional para Segunda-feira, 15 de Setembro, 2008

VERSÍCULO:
  “Mas eu não tenho usado de nenhum desses direitos. Não estou
escrevendo na esperança de que vocês façam isso por mim. Prefiro
morrer a permitir que alguém me prive deste meu orgulho”.
   -- 1 Coríntios 9:15

PENSAMENTO:
  Paul foi cuidadoso de não aceitar ajuda dos coríntios mesmo que
tivesse direito como ministro do Evangelho. Ao invés disso, ele
sabia dos problemas deles com a generosidade e lhes mostrou um
grande exemplo, vivendo por Jesus sem recompensa óbvia e
instantânea. Muitas vezes nós precisamos mostrar os nossos valores
antes que os outros compartilham o que têm. Paulo era mestre em ler
as necessidades das pessoas ao seu redor e viver como exemplo para
todos. Que nós façamos um compromisso para fazer o mesmo!

ORAÇÃO:
  Deus Pai e Todo Poderoso Senhor, por favor, me dá a coragem e a
integridade para viver meus princípios de forma que sejam uma
bênção e exemplo aos outros. Abençoe-me, querido Pai, com uma vida
que marca a vida dos outros para Sua glória. No nome de Jesus eu
oro. Amém.

14 setembro 2008

Devocional para Domingo, 14 de Setembro, 2008

VERSÍCULO:
  “Da mesma forma, o Senhor ordenou àqueles que pregam o
evangelho, que vivam do evangelho”.
   -- 1 Coríntios 9:14

PENSAMENTO:
  Uma das maiores tragédias do nosso mundo moderno é que enquanto
alguns que pregam e ensinam o Evangelho são charlatões e desonesto,
a grande maioria dos servos de Deus mal consegue sobreviver
financeiramente. Por que você não procura algum servo do Reino
esquecido que não recebe o que merece e compartilhar um pouco das
bênçãos que Deus tem dado a você?

ORAÇÃO:
  Santo Pai, eu Te agradeço pelos seus servos que compartilham a
sua mensagem ao redor do mundo. Pai, quero agradecê-lo
especialmente pelo ________ e peço que esta pessoa seja abençoada com
boa saúde, uma família amorosa e fiel e o sustento necessário para
realizar a Sua obra de maneira digna à sua causa. Por favor, use-me
para abençoar e encorajar este ministro da sua graça. No nome de
Jesus eu oro. Amém.

13 setembro 2008

Devocional para Sábado, 13 de Setembro, 2008

VERSÍCULO:
  “Ele, porém, respondeu: “Dêem-lhes vocês algo para comer”.Eles
disseram: “Temos apenas cinco pães e dois peixes a menos que
compremos alimento para toda esta multidão”.
   -- Lucas 9:13

PENSAMENTO:
  Eu adoro ver a maneira como Jesus chama a atenção dos seus
discípulos. “Dêem-lhes algo para comer, rapazes”! É claro que
sabiam que não podiam fazer isso! Mesmo assim Jesus lhes mostrou
que, se trouxessem seus recursos limitados a Ele, poderiam realizar
coisas incríveis. Quando o grande piquenique acabou, cada um deles
pegou uma cesta cheia de sobras da mesa da graça de Deus! Vamos
lembrar que não é o desafio, nem os recursos que nos limitam; é a
nossa disposição para trazer o que temos a Jesus, e confiar que Ele
fará algo conosco para abençoar outros de maneira que nem
imaginamos ou sonhamos! (Efésios 3:20-21).

ORAÇÃO:
  Todo louvor ao Senhor, Aba Pai, pela sua ajuda e misericórdia
extravagantes em tempos de necessidade; pela sua provisão amorosa e
generosa em tempos de carência; e a maneira surpreendente e
empolgante como o Senhor me usa junto com meus recursos, para
realizar a sua vontade. No nome de Jesus eu Lhe louvo. Amém.

12 setembro 2008

Hein?

Moscas de fruta também têm vida social, diz estudo.

Pesquisa revela que reações de indivíduos variam de acordo com o ambiente.
Dois estudos publicados na edição mais recente da revista científica "Current Biology" sugerem que não apenas seres humanos são influenciados pela vida social, mas as moscas de frutas (Drosophila melanogaster) também.
Pesquisadores identificaram que a composição do grupo de moscas afeta os insetos individualmente de várias maneiras, provocando variações nas atividades genéticas e no comportamento sexual.
"Nós observamos que a comunicação pode ser influenciada por relacionamentos mesmo entre insetos como as moscas de frutas, que tradicionalmente não eram consideradas insetos sociais", afirmou Joel Levine, da Universidade de Toronto Mississauga.
"Vimos reações individuais que parecem ter mudado rapidamente, um dia depois do inseto se unir ao grupo. Este nível de espontaneidade é complexo, porque ocorre em vários níveis: envolvendo mudanças na expressão e fisiologia genética e mudanças de comportamento."
A relação entre indivíduos e o seu meio se revelou mais profunda do que em experimentos que se concentraram exclusivamente em um ou no outro.


Comportamento sexual

Em uma das experiências, os pesquisadores comprovaram que as células das moscas que produzem sinais químicos conhecidos como feromônios operam de acordo com um relógio interno.
Porém, o tique-taque do relógio varia, dependendo do ambiente social em que as moscas se encontram: machos em companhia de moscas menos semelhantes geneticamente produzem sinais químicos diferentes dos machos dentro de um grupo uniforme.
Os sinais têm um efeito claro no comportamento: machos em grupos mais mistos têm mais relações sexuais do que aqueles em grupos mais uniformes.
Em outro experimento, os pesquisadores examinaram a composição química dos feromônios produzidos por moscas em grupos mistos e por outras em grupos homogêneos.
Os resultados mostraram efeitos importantes no ambiente físico e social das moscas, além de ter sido detectada uma forte interação entre o comportamento individual das moscas e seu ambiente social.

Fonte: BBCBrasil/G1

Minha Pergunta: Sim e daí?

Quando os crentes davam certo (6)

Os crentes, desde o início, formavam um povo que cantava. Dona Sarah Kalley, esposa do primeiro missionário congregacional, o pastor e médico escocês Robert R. Kalley, além de criar a primeira Escola Bíblica Dominical, em Petrópolis, foi a grande responsável pela primeira compilação de cânticos evangélicos, denominada de "Salmos e Hinos", usado por gerações e matriz de quase todos os cancioneiros protestantes do País.
Muitos hinos, com uma densidade de mensagem em sua letra, foram traduções da época da reforma, do pietismo, dos avivamentos, do movimento missionário, e, muitos foram compostos por autores brasileiros (Hinário Evangélico, Cantor Cristão, Harpa Cristã, e tantos outros). Havia hino para cada tema (fé, amor, arrependimento, conversão, santidade) e para cada ocasião (natal, páscoa, dia da reforma, funerais), o que reforçava a mensagem, adequados aos sermões. Canto de alegria, canto de quebrantamento, canto de apelo evangelístico, de forma congregacional, de corais ou de solos.
Muita gente foi tocada e se converteu pela via da música.
Ainda estão vivos dois dos grandes pioneiros das gravações de hinos, os cantores Feliciano Amaral e Luiz de Carvalho. No rádio, os dois primeiros programas foram "A Voz da Cruz", da Igreja Luterana (IELB) com o Reverendo Rodolfo Hasse, tendo como fundo o hino "Castelo Forte", e "A Voz da Profecia" da Igreja Adventista, com o Pastor Roberto Rabelo e o Quarteto Harmonia, com o hino "Servos de Deus a Trombeta Tocai: Jesus em Breve Virá".
O piano, o órgão e o violino foram os primeiros instrumentos.
Cada crente tinha seu(s) hino(s) favorito(s). As pessoas ficavam impressionadas com hinos cantados em funerais.
Como um povo que cantava sempre, com muita convicção, com harmonia melódica, e com letras com conteúdo (que você entendia quando cantada), os crentes tinham que dar certo...

Robinson Cavalcanti, bispo anglicano.

Devocional para Sexta-feira, 12 de Setembro, 2008

VERSÍCULO:
“Ouvindo isso, Jesus disse: “Não são os que têm saúde que
precisam de médico, mas sim os doentes”.
-- Mateus 9:12

PENSAMENTO:
Por que Jesus se relacionava com pecadores? Porque precisamos
que ele se relacione conosco! Qual a parte mais crucial dessa
verdade, o desejo de Jesus de nos salvar? Ou nosso reconhecimento
do nosso estado de pecadores? É claro que a parte mais crucial é o
desejo de Jesus nos salvar, porque sem ele, reconhecer a nossa
pecaminosidade só levaria ao desespero. Mas sem reconhecer a nossa
necessidade da sua graça, seu sacrifício por nós não teria sentido.
Vamos louvar a Jesus como nosso amoroso Salvador, mas vamos
reconhecer também a nossa necessidade de sua graça misericordiosa e
poderosa!

ORAÇÃO:
Gracioso Pai, eu lhe louvo do fundo do meu coração por ter
enviado Jesus como meu Salvador. Ao mesmo tempo, querido Pai,
confesso ao Senhor que eu luto com o pecado. Queria tê-lo
totalmente fora da minha vida, mas vejo que não consigo me livrar
da sua constante sombra e mancha penetrante. Sem a sua graça e o
sacrifício de Jesus, eu sei que não poderia estar perante o Senhor
como seu filho purificado. Por favor, perdoe-me pelos seguintes
pecados... e, por favor, receba meu louvor por seu perdão gracioso.
No nome de Jesus eu oro. Amém.

11 setembro 2008

Devocional para Quinta-feira, 11 de Setembro, 2008

VERSÍCULO:
“Vocês serão enriquecidos de todas as formas, para que possam
ser generosos em qualquer ocasião e, por nosso intermédio, a sua
generosidade resulte em ação de graças a Deus”.
-- 2 Coríntios 9:11

PENSAMENTO:
Por que Deus nos abençoa com riquezas? Para que possamos
compartilhar essas riquezas generosamente com pessoas necessitadas,
e para que possamos trazer ações de graças a Deus.

ORAÇÃO:
Pai, obrigado por me prover com tantas bênçãos. Que a maneira
como eu uso suas riquezas traga glória ao Senhor e uma bênção
verdadeira aos outros, tocando seus corações com a Sua graça. No
nome de Jesus eu oro. Amém.

10 setembro 2008

Oração como poder.

Ricardo Gondim.

Acabo de acessar a rede de televisão estadunidense MSNBC. Estupefato, ouço que o psicólogo-pedagogo James Dobson, ultraconservador líder da direita evangélica, convocou uma reunião de oração para pedir que um temporal estragasse o discurso de Barack Obama (o tiro saiu pela culatra, um furacão quase acabou com a convenção dos Republicanos).
A neopentecostal Valnice Milhomens, precursora da teologia da prosperidade no Brasil, afirmou que Fernando Collor de Melo foi gerado pela oração, "no colo dos evangélicos". Segundo ela, quando Collor enfrentou Luis Inácio Lula da Silva, os crentes lhe deram a vitória.
Max Lucado ressoou a enorme maioria evangélica que apoiou a invasão e guerra do Iraque. Em um “prayer breakfast” com George W. Bush, pastores de várias denominações abençoaram as tropas que avançavam com tanques e aviões, lançando mísseis “inteligentes”. Milhares morreram e os púlpitos se mancharam de sangue. Como algum deles ainda consegue citar: “Bem-aventurados os pacificadores porque serão chamados filhos de Deus”?
Edir Macedo sugeriu que Lula, seu atual correligionário, era uma encarnação de Satanás. Segundo o bispo, o diabo seria um anjo “barbado, sem um dedo e de língua presa”.
Qual a correlação dos fatos? Simples. Ávidos de poder, homens e mulheres usam a religião para sancionar a suas ambições. Perdem até o receio de quebrar o terceiro mandamento: "Não tomarás o nome de YHWH, teu Deus, em vão, pois YHWH não considerá impune aquele que tomar seu nome em vão".
A lógica seria a seguinte: “nós somos os escolhidos de Deus, portanto, podemos acessar o seu poder e combater quem julgarmos um inimigo”. Se o presidente é cristão e sabe orar, não existe a mínima possibilidade de errar ou de reproduzir uma política belicista, imperialista. “The President” cumpre os propósitos eternos do Senhor. Se acontecerem mortes: "Deus precisa delas para cumprir a sua agenda".
Pronto! Discursos semelhantes justificaram a chacina de Montezuma. A rapinagem espanhola na América Latina, que exterminou nações, era “necessária para acabar com a idolatria pagã". Para sedimentar bem a civilização cristã, negros agonizaram no porão de navios imundos; muitos passaram pela vida como bichos acorrentados. E todas as caravelas partiam da península Ibérica com missa e as bênçãos oficiais do Papa - tudo para a "glória de Deus".
Eu participava de uma reunião evangélica em Atlanta, Geórgia, quando Bill Clinton ganhou a eleição. Naquele exato momento, ouvia o pensador indiano radicado nos Estados Unidos, Ravi Zacharias. Ele vaticinou com toda veemência que a permissividade moral do novo presidente levaria a nação à bancarrota. Zacharias fracasou em seu prognóstico. Clinton trouxe excelentes resultados para a América e ainda conseguiu se re-eleger.
Permaneço cristão porque reconheço que Deus não se deixa manipular por rogos tão perversos e inconsequentes, caso contrário, teria pavor de algumas orações que já fizeram contra mim - parecidas com a do James Dobson.

Soli Deo Gloria.

Quando os crentes davam certo (5)

Naquele tempo o cenário religioso brasileiro era mais claro e menos "plural": havia as diversas expressões do catolicismo romano (mais de 90% da população), o espiritismo kardecista e os cultos afro-brasileiros (chamados, em conjunto de "macumba"), além de um ou outro "livre-pensador" ou seguidor do Positivismo de Augusto Conte. Os protestantes de migração (luteranos alemães na zona rural, anglicanos britânicos nos centros urbanos) já estavam aqui desde a Regência, mas "não ofendiam ninguém", pois não evangelizavam os brasileiros. Aí, na segunda metade do século XIX chegaram as Igrejas históricas de missão (congregacionais, presbiterianos, batistas, metodistas e anglicanos/episcopais), que foram os únicos entre 1855-1909.
Diante de adversários em comum, e a partir de uma base de crenças em comum (todos eram evangélicos) se criou a consciência de se pertencer a um mesmo "povo": todos eram evangélicos ou "crentes", antes de serem batistas ou presbiterianos. Rivalidade sempre houve, mas em um nível menor. Todos se sentiam um. Depois do Congresso do Panamá, de 1916, se promoveu a produção conjunta de material para a Escola Bíblica Dominical, e, entre 1934-1964, a Confederação Evangélica Brasileira (CEB) aglutinava os protestantes, promovia eventos, imprimia textos, e, tanto o "Dia da Bíblia" (segundo domingo de dezembro) como o "Dia da Reforma" (31 de outubro) eram nossos "feriados protestantes", comemorados por todos.
Havia um respeito e uma ética nos relacionamentos, e não uma competição selvagem. Instituições unificadas como "cemitérios protestantes" ou "hospitais evangélicos" eram demonstrações do esforço de todos.
O importante é que todos consideravam o outro como um "salvo", um "evangélico", um "crente", um dos nossos. Havia um "orgulho santo", meio judaico, de pertencermos todos ao Israel de Deus, ao Povo da Nova Aliança, além do fato de que todos eram igualmente discriminados e chamados de "bodes". Quando os "bodes" eram unidos, os crentes davam certo...

Robinson Cavalcanti, bispo anglicano.

O que significa receber a Cristo

Devocional para Quarta-feira, 10 de Setembro, 2008

VERSÍCULO:
  “O temor do Senhor é o princípio da sabedoria, e o conhecimento
do Santo é entendimento”.
   -- Provérbios 9:10

PENSAMENTO:
  Há muitos campos acadêmicos que são nobres e benéficos. Mas a
verdadeira sabedoria e o maior entendimento só podem ser achados
num lugar – o conhecimento reverente de Deus!

ORAÇÃO:
  Senhor Deus, Santo Salvador de Israel e meu Aba Pai, obrigado
pela graça de oração. Obrigado por seu eterno amor e fidelidade.
Obrigado por sua misericórdia e justiça. Eu coloco a minha vida e
meu futuro em suas mãos a fim de ser usado para sua glória. No nome
de Jesus eu oro. Amém.

09 setembro 2008

Quando os crentes davam certo (4)

O que acontecia, então, quando uma pessoa se convertia? Pegava-se "no laço" e a fazia membro da Igreja no dia seguinte? Longe disso. Existiam as classes especiais de estudo, denominadas de "Classes de Novos Convertidos", ou "Classes de Catecúmenos", com uma duração mínima de seis meses, de presença obrigatória para os novos crentes. Ali eles estudavam o Plano de Salvação, as Sagradas Escrituras, as Doutrinas Básicas da Fé Cristã, Ética e Características da Denominação (inclusive o compromisso de contribuir com o dízimo), enquanto eram observadas em seu novo comportamento.

Somente depois desse período eram examinados por conselhos, comissões ou assembléias (conforme a prática denominacional) e eram batizadas e/ou faziam a Pública Profissão de Fé/Confirmação, um rito de suma importância para a nova criatura, que se tornava membro pleno da nova comunidade de fé.

Nada de pressa, nada de superficialidade, nada de preocupação com números. O resultado era a estabilidade, as pessoas ficavam na Igreja, não havia "rotatividade".

Depois de professo, o novo crente se tornava aluno regular de uma das classes da Escola Bíblica Dominical, onde estudaria as Escrituras pelo resto de sua vida. As "uniões de treinamento" (homens, mulheres, jovens) também tinham a sua literatura, e faziam a sua parte na educação continuada dos crentes. Estes eram estimulados à leitura devocional diária da Bíblia, e a lerem livros evangélicos, além de assinarem os jornais oficiais das suas denominações ("O Cristão", dos congregacionais; "O Jornal Batista", "O Brasil Presbiteriano", "O Estandarte", Episcopal etc.), para se manter informado sobre o que acontecia em seus arraiais.

No campo da apologética, havia palestras e textos que ensinavam como diferenciar o Protestantismo do Catolicismo Romano, ou as diferenças entre os diversos ramos do Protestantismo. Isso não requeria alta escolaridade (algo muito raro na época), mas era usual para o crente mais simples.

Com um lastro de conhecimento desses, os crentes davam certo...

Robinson Cavalcanti, bispo anglicano.

Devocional para Terça-feira, 9 de Setembro, 2008

VERSÍCULO:
  “Ele me respondeu: A iniqüidade da nação de Israel e de Judá é
enorme; a terra está cheia de sangue derramado e a cidade está
cheia de injustiça. Eles dizem: ‘O SENHOR abandonou o país; o
SENHOR não nos vê’”.
   -- Ezequiel 9:9

PENSAMENTO:
  Em tempos de maldade e adversidade, o povo de Deus pode perder
de vista as “grandes e preciosas promessas” do Pai. Deus cumpriu
suas promessas ao longo dos séculos. Esta fidelidade do passado é
nosso lembrete de que podemos confiar na sua promessa da salvação
que experimentaremos completamente um dia com ele. Mesmo na nossa
noite mais escura, Deus não nos abandonou. Ele vê e sabe o que
fazemos e como nos sentimos. Frequentemente, no entanto, o Senhor
está observando para ver como viveremos em tempos difíceis. Ele
quer que mostremos que seremos fiéis durante estes tempos difíceis.
Ele quer que vejamos que podemos confiar nele e que Ele ainda está
trabalhando no nosso mundo e nas nossas vidas. Vamos continuar
fiéis, confiando que o Deus que preservou Israel e trouxe o Messias
prometido através de Israel também nos preservará e abençoará!

ORAÇÃO:
  Nos meus tempos de maior luta e de mais alta alegria, querido
Senhor, por favor, ajude-me a ser fiel aos seus olhos. No nome de
Jesus eu oro. Amém.

08 setembro 2008

Devocional para Segunda-feira, 8 de Setembro, 2008

VERSÍCULO:
  “E Deus é poderoso para fazer que lhes seja acrescentada toda a
graça, para que em todas as coisas, em todo o tempo, tendo tudo o
que é necessário, vocês transbordem em toda boa obra”.
   -- 2 Coríntios 9:8

PENSAMENTO:
  Que promessa poderosa! Se estivermos dispostos a compartilhar
generosamente com os outros no nome de Jesus, como o apóstolo Paulo
diz nos dois versículos anteriores, teremos o que precisamos e
nossas vidas serão cheias de boas obras que trazem glória a Deus.
Então, vamos nos lembrar de uma das primeiras lições que devíamos
ter aprendido como criancinhas: compartilhe! Só que desta vez, como
filhos de Deus, vamos compartilhar no nome de Jesus, a fim de
abençoar outros, para que eles possam conhecer a Sua graça.

ORAÇÃO:
  Obrigado, querido Pai, por todas as incríveis bênçãos que o
Senhor tem derramado na minha vida. O Senhor tem me abençoado
ricamente, tanto física como espiritualmente. Agora peço que seu
Espírito me ajude a ser generoso com os presentes que o Senhor tem
me dado tão ricamente na minha vida. Que minha vida, Ó Senhor, seja
um canal de suas bênçãos para que outros possam conhecer a Sua
graça. No nome de Jesus eu oro. Amém.

07 setembro 2008

Devocional para Domingo, 7 de Setembro, 2008

VERSÍCULO:
  “A seguir apareceu uma nuvem e os envolveu, e dela saiu uma voz,
que disse: ‘Este é o meu Filho amado. Ouçam-no!’”
   -- Marcos 9:7

PENSAMENTO:
  Você está ouvindo a voz de quem na sua vida? Podemos ouvir toda
espécie de “vozes”, mas só podemos seguir uma. Então, quem você vai
ouvir na hora de tomar suas decisões sobre moralidade, valores,
ética e caráter? Quem tem o direito de ser ouvido sobre a vida,
morte, salvação e pecado? Deus deixa inequivocamente claro; temos
de ouvir seu Filho Jesus!

ORAÇÃO:
  Todo Poderoso Deus, por favor, ajude-me a silenciar as vozes de
dúvida, engano e demagogia que me rodam. Ajude-me a ouvir a voz de
Jesus, segui-lo e obedecer a Sua vontade em tudo, independente do
que as pessoas ao meu redor estejam escolhendo fazer. No nome de
Jesus eu oro. Amém.

06 setembro 2008

Quando os crentes davam certo (3)

Os crentes eram discriminados e perseguidos. Os crentes eram convertidos e conheciam o Plano de Salvação e... os crentes conheciam a Bíblia. Aliás, depois dos epítetos de "novas-seitas" e "bodes" eles eram conhecidos como "os Bíblias". "Fulano é um Bíblia...". Isso porque assim que alguém se convertia, a primeira coisa que fazia era comprar uma Bíblia.
O Brasil era um país de uma imensa maioria de analfabetos, e raríssimos católico romanos possuíam uma Bíblia (que eram caras). As edições protestantes, que começaram a chegar regularmente ao Brasil há exatos duzentos anos, com a vinda da Família Real, era a da tradução de João Ferreira de Almeida, e de capa preta. Como ninguém tinha automóvel, lá iam heróicos e orgulhosos, os homens de paletó e as mulheres bem vestidas, com sua reluzente Bíblia de capa preta debaixo do braço, sob os olhares e os murmúrios de censura dos que os viam passar.
Gente que não sabia ler levava a Bíblia, assim mesmo, como símbolo, e procuravam aprender a ler, para poder ler a Bíblia. Os novos convertidos eram submetidos, imediatamente, a um curso intensivo sobre as Sagradas Escrituras, aprendendo a distinguir Antigo de Novo Testamento, capítulo de versículo, e livro histórico de livro poético, além de memorizar versículos considerados importantes para o evangelismo e para a santidade. Nos cultos de estudos bíblicos, havia uma espécie de "gincana", para ver quem achava determinado versículo primeiro.
As edições protestantes da Bíblia eram queimadas em praça pública por beatos enfurecidos, estimulados por sacerdotes radicais. Tais Bíblias eram consideradas "falsas", e muita gente se converteu por comprá-las por mera curiosidade. Houve casos de que os chamados "colportores" (vendedores itinerantes de Bíblias) que se adentravam no interior do país montados em mulas, deixavam uma Bíblia em um povoado, vila ou cidade, e, regressando um ou dois anos depois, encontravam uma Igreja funcionando, sem qualquer vínculo com organizações, fruto da mera leitura do texto sagrado.
Quando se cantava "Minha Bíblia, meu prazer, meu tesouro quero ter" ou "Enquanto ó Salvador teu Livro eu ler, meus olhos vem abrir, pois quero ver", os crentes davam certo...

Robinson Cavalcanti, bispo anglicano.

Quando os crentes davam certo (2)

"Foram desleais e infiéis com os seus antepassados...." (Sl 78.57)

Os crentes davam certo porque eles eram crentes. Ou seja, chegavam à igreja no meio de todas as dificuldades, porque eram confrontados com uma clara mensagem evangelística, por meio da pregação, dos testemunhos e dos hinos. Não havia crentes por tradição, nem por adesão, mas apenas por conversão. Todos os evangélicos conheciam o "Plano de Salvação", pois haviam sido expostos ao mesmo, e respondido ao mesmo. Agora, se esperava que passassem a compartilhá-lo com os outros. A tônica era a conversão, o novo nascimento, a mudança, a transformação, a certeza da vida eterna, o confessar a Jesus Cristo "como único Senhor e Salvador", que culminava com o rito de "profissão de fé" ou "Confirmação", de forma pública.
No culto, eram comuns os apelos para que as pessoas "aceitassem a Cristo", ou que "se entregassem a Cristo", levantando a mão, ou vindo à frente. Igrejas organizavam semanas, cruzadas ou campanhas evangelísticas, geralmente com um orador convidado, e toda uma preparação e divulgação, com distribuição de convites e folhetos evangelísticos. Nos cultos, com freqüência, se incluía o testemunho de conversão de um irmão ou de uma irmã, sempre na tônica: "Eu era assim, Cristo me tornou assim".
Como todos os crentes conheciam o Plano de Salvação e se esperava que compartilhasse com os outros, toda a Igreja era uma Igreja de evangelistas. As famílias crentes eram estimuladas, ao final do dia, a celebrar em torno da mesa da última refeição, o seu "culto doméstico", dirigido pelo pai da família. Convidavam-se parentes e vizinhos. Se alguém se mudava para outra cidade, o culto doméstico e cultos evangelísticos nos lares, de iniciativa dos próprios leigos (como expressão do sacerdócio universal de todos os crentes) era o início de muitas novas Igrejas, "o Senhor ia acrescentando aqueles que eram salvos".
Com todos passando pela experiência de conversão, conhecendo o Plano de Salvação e se considerando um evangelista, os crentes davam certo...

Robinson Cavalcanti, bispo anglicano.

Hein?

A PORTA QUE JESUS ABRIU

de Dennis Downing

O dia 11 de setembro é uma data que será sempre lembrada pelo povo dos Estados Unidos como o dia dos atentados contra as Torres Gêmeas em Nova York. Foi um atentado não somente contra civis inocentes, mas contra a própria liberdade.
11 de Setembro é também um dia de triste lembrança em outro país. Em 11 de Setembro de 1973, Augusto Pinochet liderou um golpe militar no Chile que impôs 17 anos de ditadura àquele país vizinho nosso.
De acordo com relatos oficiais, mais de 3 mil pessoas morreram ou desapareceram durante a ditadura de Pinochet. Um dos primeiros a perder sua vida foi o próprio Presidente deposto, Salvador Allende.
Allende, político socialista, fora eleito em votação democrática no Chile três anos antes. Ele preferiu morrer em meio aos ataques do golpe militar, a se entregar. Ele se alojou no palácio conhecido como “La Moneda” e lá morreu num ataque impiedoso àquele local que simbolizava o governo democrático do Chile.
Segundo relatos, Allende tinha o hábito de entrar e sair do palácio por uma porta lateral na Rua Morand, número 80. Não era a rampa oficial, nem um portão enfeitado e dourado. Era uma porta simples, que dava para uma rua comum.
Era a porta por onde Allende entrava e saía, não como presidente, mas, como cidadão qualquer, sem cerimônia – um chileno comum. Essa era a porta que Allende preferia.
Num ato cheio de significado, depois que o cadáver de Allende foi retirado pela porta da Rua Morand, o ditador Pinochet mandou lacrar aquela porta. Era uma tentativa de sufocar qualquer memória do regime democrático e da liberdade Chilena.
Com seus soldados, canhões e serviço secreto, o ditador Pinochet manteve aquela porta fechada. Ele também manteve o povo do Chile preso e oprimido com sua mão de ferro. Cidadãos comuns foram presos e torturados. Outros desapareceram para nunca serem vistos pelos seus queridos. Todos que sofreram assim eram culpados da única falha de desejar e buscar a liberdade.
Por quase trinta anos a porta da Rua Morand, número 80, permaneceu lacrada. Ninguém abriu. Ninguém passou por ela. Mesmo depois que a ditadura de Pinochet acabou, as sombras de seu poder e o medo da sua influência continuaram a manter a porta da Rua Morand lacrada.
Mas, numa Quinta feira, 11 de setembro de 2003, a porta da Rua Morand, 80, foi reaberta. Apesar de demorar 30 anos, a porta que simbolizava a liberdade de um país finalmente foi reaberta. E por ela passou o presidente do Chile, Ricardo Lagos, num ato carregado de sentido que dizia para o povo do Chile – “estamos livres novamente.”
Livres da ditadura, livres da opressão, livres para escolher quem vai nos governar, livres para ir e vir.
A liberdade é uma das qualidades mais preciosas para o ser humano.
Revoluções e revoltas. As mais sangrentas batalhas e guerras da humanidade foram travadas para conquistar ou garantir a liberdade.
Uma das poucas coisas pelas quais o ser humano é capaz de lutar e dar a sua vida é conquistar ou defender sua liberdade.
Cerca de 1940 anos antes da reabertura da porta na Rua Morand em Santiago, Chile, outra porta foi reaberta.
Foi também um ato cheio de significado.
Foi também um evento marcado pelo derramamento de sangue.
Naquele local havia também uma porta fechada e lacrada. Naquela ocasião houve a preocupação de enterrar para sempre as esperanças de um povo.
Naquele dia também, parecia que a liberdade havia acabado. Parecia que o inimigo ganhara a batalha final.
Mas, não era assim.
E a resposta não demorou trinta anos Apenas três dias.
Esses três dias pareciam talvez como anos para o pequeno bando de seguidores.
Para aqueles que viram seu líder brutalmente assassinado e enterrado, parecia que não havia mais chance, nem de sonhar.
Mas, naquele primeiro dia da semana, as duas mulheres que foram ao túmulo cuidar do corpo de seu querido líder viram o lacre do túmulo quebrado, a porta aberta e encontraram um anjo poderoso, brilhando como um raio de sol, protegendo a porta aberta.
Mateus 28:1-8 (NVI) "Depois do sábado, tendo começado o primeiro dia
da semana, Maria Madalena e a outra Maria foram ver o sepulcro. E eis que sobreveio um grande terremoto, pois um anjo do Senhor desceu dos céus e, chegando ao sepulcro, rolou a pedra da entrada e assentou-se sobre ela. Sua aparência era como um relâmpago, e suas vestes eram brancas como a neve. Os guardas tremeram de medo e ficaram como mortos. O anjo disse às mulheres: “Não tenham medo! Sei que vocês estão procurando Jesus, que foi crucificado. Ele não está aqui; ressuscitou, como tinha dito. Venham ver o lugar onde ele jazia. Vão depressa e digam aos discípulos dele: Ele ressuscitou dentre os mortos e está indo adiante de vocês para a Galiléia. Lá vocês o verão
.”
Se a reabertura da porta da Rua Morand simbolizou liberdade para o povo Chileno, muito mais a reabertura do túmulo de Jesus significa liberdade para o povo de Deus.
Liberdade do medo da morte.
Liberdade da condenação eterna.
Libertação das correntes do pecado.
Livramento da opressão do inimigo que quer nos destruir.
A liberdade é talvez o presente mais precioso que Cristo nos deu.
E é também um dos mais perigosos.
A liberdade traz responsabilidade e conseqüências.
A liberdade pode ser uma ponte para uma vida melhor.
Ou pode ser uma ladeira escorregadia para a destruição.
Se Augusto Pinochet, ou outro igualmente autoritário e dominador, quisesse se candidatar a presidente do Chile hoje, ele poderia.
E, se o povo Chileno esquecer as lições do passado e resolver escolher outro líder como Pinochet, eles têm essa liberdade. E eles sofrerão as conseqüências das suas escolhas.
Você já percebeu como a liberdade é ligada ao conhecimento?
Sem conhecimento você não está livre para usar um computador.
Sem conhecimento você não conhecerá a liberdade de dirigir um carro.
Sem conhecimento o trabalhador vive escravizado, o analfabeto permanece na ignorância, e o ditador continua mandando no povo, que não sabe que ele pode ser
derrotado.
Mas, com conhecimento vem liberdade.
Ninguém sabia disso melhor do que Jesus.
João 8:31-32 "Disse, pois, Jesus aos judeus que haviam crido nele: Se vós permanecerdes na minha palavra, sois verdadeiramente meus discípulos; e conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará."
“Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará.”
Com conhecimento vem liberdade.
Com conhecimento que vem para nós por meio da Bíblia, nós estamos livres para escolher ser livres para a eternidade.
Com o conhecimento que obtivemos por meio de pregações e aulas na igreja, podemos alcançar a verdadeira liberdade.
Liberdade do pecado.
Liberdade da condenação eterna.
Liberdade para escolher viver no céu pela eternidade.
E liberdade para decidir o que fazer com este conhecimento.
Você está livre para ignorar as aulas e pregações, para desprezar material didático que a igreja e os irmãos fornecem e nunca mais olhar.
Você pode escolher o esquecimento.
Você pode se dedicar ao conhecimento doutras áreas da vida – contabilidade, computação, cursos de inglês, etc. ...
Ou, você pode escolher fazer algo com esta liberdade que recebeu.
Você pode decidir não deixar esse tesouro cair no esquecimento.
Você pode decidir compartilhar aquilo que recebeu com outros.
Você pode escolher encorajar outras pessoas a mudarem de vida como a sua foi mudada.
Você pode decidir seguir adiante com seus estudos na Bíblia.
Você pode aumentar e aprofundar seu conhecimento da Palavra de Deus.
Você pode chamar outras pessoas a conhecerem também o verdadeiro caminho da liberdade.

As decisões, as opções são suas.
Mas, eu quero lhe encorajar – faça bom uso da liberdade que você recebeu. Aproveite bem o conhecimento que Deus lhe deu.
Aproveite bem, porque há tantas outras pessoas lá fora cambaleando nas trevas da ignorância, presas pelas correntes do engano, acorrentados pela escravidão do pecado.

Você foi agraciado com o conhecimento que traz liberdade.
Aproveite bem este conhecimento e esta liberdade.

Jesus valorizou tanto o conhecimento porque ele sabia do poder libertador que traz.
Ele sabia que, uma vez que um povo soubesse como se libertar das correntes do pecado, da condenação eterna, do medo da morte, esse povo estaria livre para sempre.

Foi por isso que Jesus enfatizou tanto o ensino. Porém, para você continuar livre, você tem que agir.

João 8:31-32
"Se vós permanecerdes na minha palavra, sois verdadeiramente meus discípulos; e conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará."

Qual a condição fundamental para continuar na liberdade em Cristo?
Você tem que permanecer na Palavra de Jesus.
Você tem que praticar, viver aquilo que você aprendeu.
Faça isso.
Compartilhe o que você aprendeu com outros.
Viva os ensinamentos de Jesus no seu dia a dia.
Chame outras pessoas a seguirem a Jesus também.
Fazendo isso você será um verdadeiro discípulo de Jesus, permanecerá livre da escravidão do pecado e ajudará outros a se tornarem livres para a eternidade.

Tudo isso é nosso pela porta que Jesus abriu.
Vamos passar por ela e nunca olhar para trás.
Google