31 dezembro 2009

Pense Nisto: O PARADOXO DA AUTO-REALIZAÇÃO

O céu e a terra estão aqui quase para sempre porque não são auto-existentes, porque têm suas raízes em algo além deles mesmos.

Esta é a razão de sua perpetuidade!

Assim é o homem de fé e que cresce na sabedoria do espírito. Sim, quando ele deixa de ser um ser “si-mesmo”, quando não se interessa mais por si mesmo, nesse momento ele ingressa no caminho do que permanece. É por esta razão que ele se torna contente, e, assim, se realiza.

Não cuida do “si-mesmo”, antes abraça o seu eu simples, e por isto o seu ser prospera.

É esta a reta ordem da criação de Deus: somente o desinteressado se auto-realiza!

Caio
Postar um comentário
Google