25 janeiro 2010

AMAR-SE e AMAR

Helci R. Pereira (*)



A ausência de auto-estima, de auto-conhecimento,
O não dar conta de si,
De como pensa, de como sente, de como fala, de como aje,
Produz o inseguro, o revoltado, o desesperado, o desanimado,
O sem confiança.
Urge ao ser humano avaliar-se, analisar-se,
Intelectiva, emocional e espiritualmente,
Para que se possa compreender, encontrar-se.
Então, ele descobre os pensamentos e os sentimentos
Orientadores do que diz, do que fala e do que faz;
Desvenda, enfim, suas capacidades de realização,
Suas qualidades;
Adquire confiança e, conseqüentemente,
Pode aceitar-se, amar-se, crer em si mesmo,
Dar-se valor, auto-estimar-se, querer-se.
Como corolário, estima e aceita aos outros.
Não se pode aceitar, sem aceitar-se,
Não se pode dar, sem dar-se,
Não se pode amar, sem amar-se.
Se me aceito como sou, valorizo-me,
Amo-me, com virtudes e defeitos,
Inexoravelmente, cultivo as virtudes,
Supero ou sublimo os defeitos
E estou pronto para amar e ser amado!

(*) é Pastor Presbiteriano
Postar um comentário
Google