14 fevereiro 2010

Pense Nisto: O QUE CONTENTA MINHA MENTE, MENTE?

Um Bom Dia, Sempre!
É madrugada.
Não conseguia dormir.
Meu coração começou a considerar o amor de Deus por mim.
Fiquei a ponto de explodir de alegria.
Não me contive e vim dizer isso a você: confie no amor de Deus.
Ele cuida de nós mesmo.
E se os olhos que Ele nos deu não se fecharem nem para dentro, nem para fora, nem para o alto e nem para o profundo—você encontrará ganhos em todas as coisas!
Quando o capital pelo qual você avalia a sua vida não tem mais nada a ver com nada fora de você—como se necessitando de validação externa—, ou dentro de você—como se você fosse o próprio autenticador do que é autentico em sua vida—, então lhe sobra uma única saída: reconhecer que o único autenticador é Deus e a única chance de experimentar isto é mediante uma existência que não teme se reconhecer para si mesma diante de Deus.
Isto é não fazer a Graça vã!
Nesse dia—ou nesse processo—tudo muda de figura.
Você não tem mais os aferidores de valores na Bolsa de Valores Morais (BVM), ou na Bolsa de Imagem Como Mercadoria (BICM), ou ainda no Banco Interpsiquico de Desenvolvimento Humano (BIDH).
Você saiu do mercado.
O selo do anticristo não está estampado em você.
As seduções da Grande Babilônia Sistêmica tornam-se obvias e insípidas—vindo a tornarem-se repugnantes.
Então, no caso de você ter chagado a esse mais abençoado desgosto, renascerá em você—se você é gente da e de fé—uma nova alegria.
É como se você agora tivesse descoberto tesouros em cada buraco de dor, ou de perplexidade ou de decepções, ou em veredas de novos encontros ou de novos amigos.
E, sobretudo, se você tiver a benção de identificar a construção da Catedral Espiritual que Ele está fazendo de e em você para a habitação de Deus no Espírito, sendo construída com a demolição de seu próprio ser percebido—então você explode de gratidão. Ele é bom!
Para quem está de longe é bem mais difícil de perceber as coisas, especialmente porque o que alguns consideram como perda, outros reputam como refugo para florescer em Cristo um ser muito mais plenificado.
Ninguém quer essa experiência, porém, de um modo ou de outro, todos nós temos que passar por ela—digo: todos os que estão caminhando no Caminho.
Ver tudo assim faz nada mais ser uma distração, mas tão somente como uma distração.
Triste?
Desprazesoro?
Estóico?
Alienado?
Avestruzesco?
Não!
Se for em fé na Soberania e no Amor de Deus que está em Cristo Jesus, o resultado será outro: faz irromper no coração a gratidão por todas as pedagogias—as doídas e as doces, sem falar nas médias.
O importante é a síntese!
Se você sai do processo melhor, mais humano, mais franco, mais humilde, mais amigo e misericordioso e, ainda mais você!—mais livre e mais perceptível e perceptivo como ser—o lucro é todo seu.
Especialmente se a alma valer mais que mundo todo.
Neste mundo nem todas as coisas me realizam em contentamento. Mas as que realizam quase me enfartam de gratidão.
Entre elas a de poder ser eu mesmo para quem quiser. Como por exemplo, agora, às 4 horas da manhã do dia oito de junho estar livremente dizendo isto para quem possa se interessar pelo testemunho de minha fé.
Enfim, estou sendo mais que vencedor em todas as coisas, pois, todas as coisas cooperam para o meu bem—eu amo a Deus. Ele é minha alegria. Ele sabe que é.
Estou contente.

Caio Fábio
Postar um comentário
Google