05 junho 2013

“Ainda que a figueira não brote..."


“Ainda que a figueira não brote e não haja fruto na parreira; ainda que a oliveira negue seu fruto e o campo não produza colheita; ainda que as ovelhas desapareçam do curral e não haja gado nos estábulos eu me alegrarei em Javé e exultarei em Deus, meu salvador. Meu Senhor Javé é a minha força, ele me dá pés de gazela e me faz caminhar pelas alturas.”

O Profeta Habacuque falando sobre sua própria experiência (3.17-19)

COMENTÁRIO:

O fracasso da colheita e a morte dos rebanhos devastariam Judá. Entretanto, Habacuque afirmou que até em meio da fome se regozijaria no Senhor.
As circunstâncias não controlavam os sentimentos dele, somente a fé na capacidade de Deus para lhe dar fortaleza.
Quando nada tenha sentido para nós e quando os problemas parecem ser maiores do que podemos suportar, recordemos que Deus nos fortalece.
Retire a sua vista de suas dificuldades e olhe apenas para Deus.

Deus dará a seus seguidores confiança plena nos tempos difíceis.
Correrão como cervos através de terrenos acidentados e perigosos.
Deus exercerá sua justiça e terminará completamente com o mal em ao seu devido tempo.
Enquanto isso, o povo de Deus precisa viver na fortaleza de seu Espírito, confiando na vitória final sobre o mal.

Habacuque perguntou a Deus por que os maus prosperam enquanto que os justos sofrem.
A resposta de Deus foi: Não é assim, na realidade não é assim.
Habacuque viu suas limitações em contraste com o controle ilimitado de Deus sobre os acontecimentos do mundo.
Deus está vivo e tem o controle do mundo e o que nele ocorre.
Não podemos ver tudo o que Deus faz nem tudo o que fará.
Mas devemos estar seguros de que Ele é Deus e que fará o que é bom.
Saber isto nos dá confiança e esperança em meio de um mundo confuso.

Márcio Melânia
Postar um comentário
Google