09 fevereiro 2017

Devocional para Quinta-Feira, 09 de Fevereiro de 2017



No contexto deste verso, a oração angustiada de Jacó resultou em mais do que ele sequer ousou pedir. Ele não havia esperado tanto conforto vindo de DEUS ou de seu irmão. Tudo o que ele havia pedido era que seu irmão o deixasse ileso e à sua família. Ele nunca pensou que receberia tanta bondade dele. Mas Esaú até mesmo correu para se encontrar com Jacó. Com lágrimas escorrendo, Esaú o abraçou e o beijou.

Da mesma maneira, nossa oração, deve ser de confiança, sabendo que DEUS responderá aos nossos pedidos sem demora. É impossível que uma oração sincera e persistente permaneça sem ser ouvida. Mas, devido a não crermos, não somos persistentes o bastante e não experimentamos a bondade e a ajuda de DEUS. Assim, devemos ter mais entusiasmo em relação à fé e à oração, sabendo que DEUS se agrada quando perseveramos. Na verdade, DEUS ordenou que fôssemos persistentes em oração: “Peçam, e lhes será dado; busquem, e encontrarão; batam, e a porta lhes será aberta” (Mateus 7.7).

As nossas orações são respondidas de uma forma muito diferente – na verdade, mais generosamente – do que poderíamos pedir ou imaginar (Efésios 3.20). O Apóstolo Paulo diz: “Da mesma forma o Espírito nos ajuda em nossa fraqueza, pois não sabemos como orar, mas o próprio ESPÍRITO intercede por nós com gemidos inexprimíveis. E aquele que sonda os corações conhece a intenção do ESPÍRITO” (Romanos 8.26-27).

Nós sempre pedimos menos do que devemos e não achamos que DEUS está disposto a nos dar o que pedimos. Não pedimos do modo correto. Não entendemos que aquilo pelo que oramos é mais importante do que conseguimos imaginar. Pensamos pequeno, mas o SENHOR é grande e poderoso. ELE espera que peçamos grandes coisas. ELE quer nos dar essas coisas a fim de demonstrar seu poder extraordinário.

"Ouve a nossa oração nesta hora, SENHOR!"

Lutero,

Com adaptações de
Márcio Melânia

Postar um comentário
Google