03 março 2017

Devocional para Sexta-Feira, 03 de Março de 2017



Paulo fez quatro destas afirmações -“Fiel é esta palavra”. A primeira ocorre em 1 Timóteo 1.15: “Fiel é a palavra e digna de toda aceitação: que CRISTO JESUS veio ao mundo para salvar os pecadores”. A segunda ocorre em 1 Timóteo 4.8,9: “A piedade para tudo é proveitosa, porque tem a promessa da vida que agora é e da que há de ser. Fiel é esta palavra e digna de inteira aceitação”. A terceira ocorre em 2 Timóteo 2.11. A quarta afirmação se encontra em Tito 3.8: “Fiel é esta palavra … para que os que têm crido em DEUS sejam solícitos na prática de boas obras”. Podemos estabelecer uma conexão entre estas afirmações de fidelidade. A primeira estabelece a graça gratuita de DEUS como o fundamento de nossa eterna salvação, ao mostrar-nos a missão do Grande Redentor.

A segunda revela os dois tipos de bênçãos que obtemos por meio desta salvação – as bênçãos temporais e as eternas. A terceira afirmação nos mostra um dos deveres aos quais, como povo escolhido, somos chamados. Somos ordenados a sofrer por CRISTO, com a promessa de que, “se sofremos, também com ele reinaremos”. A quarta afirmação nos revela a forma ativa do serviço cristão, ordenando a praticarmos com diligência boas obras. Assim temos a raiz da salvação na graça gratuita; depois, os privilégios desta salvação na vida que agora é, e naquela por vir; e também temos os dois grandes ramos do sofrer com CRISTO e servir com CRISTO, carregados com frutos do Espírito.

Entesouremos estas afirmações. Permitamos que se tornem as diretrizes de nossa vida, nosso consolo e nossa instrução. O apóstolo dos gentios comprovou que elas eram fiéis, e continuam sendo. Nenhuma palavra deixará de se cumprir. Todas elas são dignas de aceitação. Devemos aceitá-las agora e provar sua fidelidade. Que estas quatro afirmativas sejam gravadas nos quatro cantos de nossa casa.

Por CHARLES SPURGEON

"SENHOR, que sejamos despertados pela Tua Palavra que é Fiel. Vem em nosso socorro com Tua fidelidade neste dia. Amém."

Adaptado por
Márcio Melânia
Postar um comentário
Google