12 abril 2017

Devocional para Quarta-Feira, 12 de Abril de 2017



Em Jerusalém, a perseguição começou com os samaritanos e continuou mais tarde com outros que estavam ansiosos para interromper a reconstrução do templo. Eles foram bem-sucedidos durante algum tempo, e nesse período ocorreram dois encorajamentos.

Primeiro, uma pesquisa nos arquivos da realeza babilônica revelou que os judeus tinham recebido plena autorização para reconstruir o templo. Assim, foi enviada uma mensagem ao governador do território situado a oeste do Eufrates, em Jerusalém, e aos seus oficiais: “Não interfiram na obra que se faz nesse templo de DEUS” (Esdras 6.7).

Segundo, dois profetas especialmente designados por DEUS, Ageu e Zacarias, encorajaram a Zorobabel para que concluísse a sua obra. Estas foram as palavras de exortação do profeta Ageu: “Quem de vocês viu este templo em seu primeiro esplendor? Comparado a ele, não é como nada o que vocês veem agora? Coragem! Ao trabalho. Porque eu estou com vocês, declara o SENHOR dos Exércitos” (Ageu 2.3-4).

A palavra do Senhor também veio ao profeta Zacarias, dizendo: “As mãos de Zorobabel colocaram os fundamentos deste templo; suas mãos também o terminarão” (Zacarias 4.9). Assim, “Zorobabel […] e Jesua […] começaram a reconstruir o templo de DEUS em Jerusalém. E os profetas de DEUS estavam com eles e os ajudavam” (Esdras 5.2).

A reconstrução do templo começou em 520 antes de CRISTO e foi concluída em 515 antes de CRISTO, aproximadamente setenta anos depois da destruição do templo anterior, como o profeta Jeremias havia profetizado. Tendo celebrado com alegria a dedicação do templo, os sacerdotes e o povo celebraram a Páscoa, como se tivessem sido novamente redimidos.

Eles estavam começando a perceber o padrão tríplice de sua redenção, com DEUS chamando Abraão de Ur, Israel do Egito e os exilados da Babilônia. Esses três chamados eram prenúncios da grande redenção realizada por Deus através de Jesus Cristo.

Hoje DEUS está chamando cada um de nós, por meio de JESUS CRISTO, que já completou a Obra da Redenção (TETELESTAI!) e como estamos nós respondendo a este chamado?

"Sei, meu SENHOR, do que tens preparado para mim. Faz em mim o TEU querer!"

Márcio Melânia,
baseado em texto de Stott.

Postar um comentário
Google