19 abril 2017

Devocional para Quarta-Feira, 19 de Abril de 2017



Como é bom ler o testemunho de confiança em DEUS exalado pelo autor deste Salmo.
Muito de nós recitamos de cor o testemunho de confiança em DEUS usando esta Palavra.
Faz bem à nossa saúde apropriar-se deste testemunho de confiança em DEUS.

Contudo, é preciso investigar a fundo se estamos prontos a personalizar este testemunho.
Em vez de declarar que não temeremos “ainda que a terra trema” e que “os montes afundem no coração do mar”, deveríamos deixar bem claro que não temeremos ainda que nossos sonhos e planos afundem no coração do mar, ainda que nossa segurança financeira desabe de uma hora para outra, ainda que venhamos a ser surpreendidos por um câncer no cérebro, ainda que um filho morra de uma forma terrível.

Parece que é muito fácil recitar este Salmo 46, que impulsionou Martinho Lutero a compor o famoso hino da reforma "Castelo Forte é Nosso DEUS", do que enfrentar, de fato e com coragem, os dissabores e os imprevistos da vida.
De qualquer forma, podemos ir avançando aos poucos na conquista de uma confiança cada vez maior, cada vez mais ousada, cada vez mais consciente.
Até o ponto de orar como o profeta Habacuque orou: “Mesmo não florescendo a figueira, e não havendo uvas nas videiras, mesmo falhando a safra de azeitonas, não havendo produção de alimento nas lavouras, nem ovelhas no curral, nem bois nos estábulos, ainda assim eu exultarei no SENHOR e me alegrarei no DEUS da minha Salvação” (Habacuque 3.17,18).
Oremos assim.

Márcio Melânia
Postar um comentário
Google