06 agosto 2017

Devocional para Domingo, 06 de Agosto de 2017


Os salmos revelam que há uma intimidade muito profunda e continuada entre o salmista e DEUS. Para ele, DEUS não é um criador impessoal nem uma força sem coração nem uma autoridade de difícil acesso.
A intimidade é tal que o salmista usa um rico vocabulário para se dirigir a DEUS e coloca sempre o pronome possessivo: o SENHOR é o meu escudo, a minha fortaleza, a minha força, o meu forte refúgio, a minha luz, a minha rocha, o meu rochedo, a minha torre alta. Para o salmista, DEUS é o seu Ajudador, a sua Esperança, a sua Glória, o seu Libertador, o seu pastor, o seu Rei e o seu Salvador.
Os salmos mostram a total dependência que o salmista tem de DEUS. Ele precisa do SENHOR para tudo — para continuar vivo, para sair de uma situação complicada, para não pecar, para obter perdão, para andar de cabeça erguida, para não se desesperar, para parar de chorar, para alegrar-se, para não cometer equívocos, para superar circunstâncias desfavoráveis, para obter vitória sobre seus adversários.

{><}

"Oro neste instante a Ti SENHOR, desejando de Tua parte a mesma intimidade que o salmista tinha. Quero precisar constantemente de TI, de Tua ajuda, para também superar todas as circunstâncias que estou vivendo. Te louvo, pois sei que atendes a minha oração."

{><}

Márcio Melânia
Postar um comentário
Google