07 janeiro 2017

Devocional para Sábado, 07 de Janeiro de 2017



"Deus criou então o homem semelhante ao seu Criador; assim Deus criou o homem. Homem e mulher - foi assim que os fez." (Gênesis 1.27)

O aparecimento dos seres humanos foi o clímax da atividade criativa de DEUS, e a forma como o Gênesis expressa este clímax é descrevendo-os como tendo sido criados “à imagem de DEUS”.

Se observarmos esta expressão tanto no contexto imediato de Gênesis quanto na perspectiva mais abrangente das Escrituras, parece ficar claro que ela se refere a todas aquelas qualidades ou capacidades humanas que nos diferenciam dos animais e nos aproximam de Deus.

A primeira capacidade é que, como seres humanos, somos racionais e temos consciência de nós mesmos. A segunda é que somos seres morais; temos uma consciência que nos conclama a fazer o que percebemos como certo. A terceira é que somos criativos, tal como o nosso Criador, qualificados para apreciar aquilo que é belo aos ouvidos e aos olhos. A quarta é que somos seres sociais, qualificados para estabelecer com outras pessoas relacionamentos verdadeiros de amor, pois DEUS é Amor e, ao nos fazer à sua imagem, ELE nos deu a capacidade de amá-LO e de amar aos outros. Por último, temos uma capacidade espiritual que nos faz sentir fome de DEUS. Assim, somos os únicos seres capazes de pensar, escolher, criar, amar e adorar.

Precisamos acrescentar que a imagem de DEUS em nós foi desfigurada, do mesmo modo que nossa humanidade foi contaminada pelo egocentrismo. A imagem de DEUS, no entanto, não foi destruída. Pelo contrário, tanto o Antigo quanto o Novo Testamento afirmam que os seres humanos ainda carregam em si a imagem de DEUS e por essa razão devemos respeitá-los. O caráter sagrado da vida humana se origina do valor que decorre da imagem de DEUS. Os seres humanos somos seres parecidos com DEUS. Merecemos ser amados e servidos.

Oremos para que o Amor de DEUS nos constranja a amar o próximo como ELE nos amou.

Márcio Melânia

Postar um comentário
Google